Paredes De Coura Anunciou Primeiros Nomes

O Festival minhoto Paredes de Coura, que decorre na Praia Fluvial do Taboão entre 15 e 18 de agosto de 2018 anunciou como primeiras confirmações a cantora islandesa Björk e Skepta.

Björk é considerada como a voz da pop alternativa do séc. XXI e vem a Portugal apresentar o seu mais recente álbum, Utopia, onde “faz uma viagem íntima pela descoberta do romance, do amor, da alegria e da excitação. Num ambiente político incerto, Björk apresenta as suas propostas para um modelo utópico”. Segundo os críticos Utopia não é muito diferente do seu primeiro álbum Debut, lançado em 1993, com um estilo de música profunda, pessoal, de arranjos e voz únicos. “Este é um disco de pormenores, de ambientes e orquestrações meticulosas, e onde o anterior álbum pintava paisagens negras, este novo trabalho procura a luz e transforma as anteriores feridas em algo novo”. A cantora atua no dia 18 na Praia do Tabuão.

No dia 17 atua Skepta artista grime, vencedor de um Mercury Prize. Estreou-se em 2007 com Greatest Hits e desde então não parou mais. Inspirado no hip-hop britânico e americano, começou a carreira no circuito de rádio pirata e em batalhas de MC. Depois dos primeiros trabalhos teve um ressurgimento criativo e voltou em grande forma em 2014, com a contribuição para um remix de “German Whip” de Meridian Dan ou o lançamento de “That’s Not Me”, single que se tornou um sucesso mundial. Em 2015 lançou Shutdown e em 2016 Konnichiwa, que foi muito bem aclamado pela crítica e pelo público. Tendo-se seguido Vicious, com seis temas com colaborações de Lil B, Section Boyz e A$AP Rocky e A$AP Nast.

Também no dia 17 atuam Curtis Harding e …And You Will Know Us By The Trail Of Dead.

Curtis Harding nasceu e cresceu no Michigan onde a mãe, artista gospel, o apresentou as actuações ao vivo. Cresceu entre o gospel, o hip-hop e o garage rock, e Harding acabou por cantar com CeeLo Green antes de chegar à sonoridade de agora: uma definição de soul que inclui várias experiências do músico desde a cena punk de Atlanta, a concertos de rap, até ao som de um bar onde Cole Alexander, dos Black Lips, passava o gospel clássico que a mãe lhe mostrara. Unidos por essa paixão, formaram a banda Night Sun, um colaborativo que misturava R&B e garage rock. Soul Power foi o seu primeiro trabalho a solo que apareceu em 2014, seguindo-se Face Your Fear. O registo de 2017 é o ponto culminante das várias vidas enquanto músico. Uma combinação de sons e experiências que o fizeram criar o seu próprio nicho.

…And You Will Know Us By The Trail of Dead formaram-se no final de 1994, quando os amigos de longa data Jason Reece e Conrad Keely se mudaram para Austin e começaram a tocar juntos, transformando mais tarde o duo em quarteto, combinam soul, rap, punk e rock progressivos. Entre a sua discografia constam Madonna de 1999, Source Tags & Codes, editado há 15 anos. World’s Apart, So Divided, Century of Self em 2009 antes de Tao of the Dead, uma das obras mais conceptuais da banda com 16 canções divididas em duas longas faixas, cada uma tocada numa nota musical específica. Lost Songs em 2012, conhecido como um dos mais políticos do grupo e de 2014 IX com toques de piano e no qual voltaram a usar uma secção de cordas.

O Festival Paredes de Coura decorre na Praia Fluvial do Taboão de 15 a 18 de agosto e os passes gerais para o festival já podem ser adquiridos no site oficial do festival, online e outros locais habituais pelo preço de 85 euros, tal como o Fã Pack FNAC Vodafone Paredes de Coura, que inclui o passe geral para o festival e uma t-shirt exclusiva.