Parallax Para Ver No Porto E Em Lisboa

Após a estreia na Associação da Pasteleira Torres Vermelhas, o espetáculo Parallax sobe ao palco do Ermo do Caos, no Porto, entre 16 e 19 de dezembro e apresenta-se, no CAL – Centro de Artes de Lisboa, de 7 a 9 de janeiro de 2022.

O espectáculo, da autoria de Inês Garrido e interpretação de Maria Luís Cardoso, resulta do envolvimento da criadora com as comunidades do bairro social das Pasteleira, com texto construído a partir de testemunhos reais de habitantes do Bairro.

Amélia, uma velha interpretada por uma jovem, conta-nos episódios da sua vida, reclamando domínio não só sobre a sua própria biografia, mas também sobre a sua vivência e intimidade.
Amélia posiciona-se assim em três lugares distintos: o da história, onde a sua memória é evocada; o da personificação, onde encarna corpos daqueles que com quem se cruzou; e o do pensamento-íntimo-disconexo-não filtrado, onde o processo do inconsciente se poetiza e sublima.
Ouvimos, através das mãos desta mulher, a crueza da vida: seja ao retratar o seu encontro com uma artista ou com um político, seja ao retratar a vida como um jogo de monopólio, seja ao evocar um jantar com uma ausência ao som de Roberto Carlos.
A narrativa de Parallax assenta numa ficção criada a partir de histórias ouvidas ao longo de meses nos territórios do bairro da Pasteleira, Porto, e, como nos diz Amélia, ’A visão está aqui e a memória aqui. E eu já não sei o que vi ou o que é inventado.’

O projeto Parallax, que integra a programação do Cultura em Expansão, produzido pela Ágora, Porto, surge do desafio lançado por Rodrigo Malvar, Teatro do Frio – Pesquisa Teatral do Norte.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.