Palácio Nacional Da Ajuda Apresenta Mostra Na Rota das Catedrais – Construções (D)e Identidades

A Galeria D. Luís do Palácio Nacional da Ajuda (PNA) apresenta a partir de hoje e até 30 de setembro, a exposição Na Rota das Catedrais – Construções (d)e Identidades.

Esta exposição inédita resulta do protocolo de cooperação assinado em 2009 entre a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) e o Secretariado Nacional para os Bens Culturais da Igreja, para desenvolvimento do projeto Rota das Catedrais e apresenta, “através de linguagem museológica, a notável riqueza patrimonial e artística desta Rota dispersa no espaço e no tempo. Uma mostra que apresenta um conjunto patrimonial de reconhecida singularidade, contemplando o legado, material e imaterial, das Catedrais”.

“Esta exposição, que reúne mais de 110 peças provenientes de catedrais e igrejas de Portugal continental, Madeira e Açores, algumas classificadas como Tesouros Nacionais, é comissariada por Marco Daniel Duarte, historiador de arte e diretor do Museu do Santuário de Fátima.

Além da sua abrangência territorial, destaca-se também pela amplitude do período cronológico representado – do séc. VIII a.C. até ao séc. XXI – e ainda pela diversidade dos objetos expostos, que vão do mobiliário à ourivesaria, passando pela pintura, matéria têxtil, escultura, peças ligadas à prática litúrgica, livros antigos e partituras musicais.

Este conjunto de peças, de excepcional valor histórico, artístico e simbólico provém de museus, bibliotecas, arquivos e das próprias catedrais. Nele se incluem a Cátedra dos antigos bispos de Ceuta (séc. XV), peça de mobiliário tardo-medieval que se conserva na Colegiada de Santo Estêvão, em Valença do Minho, e que é a mais antiga cadeira episcopal do património português, a par de vários objetos venerados nas catedrais portuguesas, como a Nossa Senhora da Boa Morte (séc. XVIII), da Catedral de Coimbra (Sé Nova) ou o Menino Jesus da Cartolinha, da Concatedral de Miranda do Douro.”

Com o objetivo primordial de impulsionar a Rota das Catedrais, reúnem-se, nesta exposição, peças que dificilmente voltarão a ser mostradas num mesmo local, de forma a sensibilizar os visitantes para o roteiro cultural que as Catedrais oferecem, adianta ainda a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) em comunicado.

A exposição pode ser visitada de quinta a terça feira, das 10h00 às 18h00, até dia 30 de setembro e os bilhetes só para a mostra custam 5 euros, o da exposição mais Palácio custa 8 euros.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.