Os Sabores e os Paladares da Toscânia em Lisboa

don_castellana-005“Se nós não vamos à Toscânia vem a Toscânia até nós” – é desta maneira que podemos resumir a noite que se viveu recentemente no Restaurante Don Castellana, em Lisboa.

Durante cerca de 4 horas (mais minuto, menos minuto) os vinhos da Toscânia da família Cantini, produzidos na Quinta Piombaia, na região de Brunello, a sudeste de Montalcino, a partir de uvas videiras sangiovese. apresentaram-se em Lisboa, e deram o mote para uma noite de gastronomia italiana ligeiramente diferente do que estamos habituados, mas com um toque de Portugal.O cenário escolhido foi o Restaurante Don Castellana, na Rua da Moeda (próximo do Mercado da Ribeira), que completa agora um ano, da responsabilidade do Chefe romano Ricado Paglia.

don_castellana-016Ricardo Paglia mostra-se um verdadeiro apaixonado pelo seu trabalho, pela cozinha e pela gastronomia italiana, uma paixão que se reflete em cada prado que confecciona.

Para esta noite especial, o Chefe preparou um menu muito especial, de forma a combinar o mais harmoniosamente cada vinho com cada prato escolhido. E foi uma noite cheia de surpresas, desde a escolha do menu, à apresentação e combinação dos pratos.

Se pensa que só por estar num restaurante italiano vai comer pasttas, pizzas ou até risottos, esqueça, aqui a Gastronomia italiana vai mais longe e aventura-se na Gastronomia Mediterrânica e até um pouco na Portuguesa.

don_castellana-008A noite começou com uma prova de três vinhos vinhos Brunello, orientada por Cecilia Cantini. Black Cat Sant’Antimo DOC 2008, Rosso di Montalcino DOC 2010 e Brunello Di Montalcino 2008 foram os vinhos em prova, acompanhados por pequenas iguarias italianas.

Para começar, um nada italiano Bolo de Bacalhau, de clara influência portuguesa. Esta versão do Chefe Ricado Paglia foi talvez um dos pratos mais apreciados e elogiados da noite, quer pela sua agradável textura e paladar, quer pela apresentação. A acompanhar um Rosso di Montalcino DOC 2013 – agradável e ligeiramente encorpado, como compete a um vinho novo.

Para segundo prato, o Chefe preparou um Tortelloni de Requeijão de Búfala – pois não podia faltar uma pastta, mas rematado com Ragú de Borrego. A acompanhar com um Brunello di Montalcino DOCG 2010 tinto, mais encorpado e forte, tal como o prato pedia.

Para terceiro prato, outra surpresa, um Dueto de Pato acompanhado com fruta e com salada. O acompanhamento ficou a cargo de Brunellho 2009 tinto, um vinho mais maduro e encorpado, tal como o prato de Pato pede.

A rematar, um Cheese Cake de Chocolate – mais outra surpresa.

No final da refeição ficou-nos uma ligeira sensação de calor, como se tivéssemos estado a saborear a refeição em qualquer uma villa Toscana e de sabor familiar, tais são as semelhanças entre a Gastronomia Italiana e a Portuguesa, e também entre os nossos vinhos e os da Toscânia.

Um ambiente agradável, elegante, mas ao mesmo tempo confortável e despretensioso completaram a noite, que deixou no ar o apetite e um convite para uma viagem à bela região italiana.

Reportagem de Elsa Furtado (Texto e Fotos)

 

 

 

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.