Os Azeitonas Regressam Ao Coliseu Do Porto Com Volume III

Os Azeitonas sobem ao palco do Coliseu do Porto a 12 de outubro, com Os Azeitonas no Coliseu: Volume III. Para assinalar o evento a banda já revelou os dois primeiros cartazes do concerto que tem como mote a sétima arte.

Depois dos sucessos memoráveis, em 2013 e 2016, a banda regressa à mítica sala portuense, com um novo espetáculo.

A banda irá apresentar alguns dos êxitos mais marcantes dos seus mais de quinze anos de carreira, e que são já bem conhecidos do público, como “Quem És Tu Miúda”, “Ray-Dee-Oh” ou “Nos Desenhos Animados (nunca acaba mal)”, mas também os mais recentes temas, incluídos no último álbum de originais – Banda Sonora – tais como “Cinegirasol”, “Fundo da Garrafa” ou “Oito e Meia”.

Salsa, Marlon e Mena inspirados pelo universo sci-fi, apresentam um poster com sabres de luz, pistolas que disparam raios laser ou viagens interplanetárias.

Numa ode à sétima arte, onde as nossas canções são o mote para criar um filme que ainda não existe, apresentamos: Os Azeitonas no Coliseu – Volume III (em 3D!) A aventura começa no Espaço e prometemos que vimos em paz! Ainda temos lugares disponíveis no nosso Angelus intergaláctico, quem vem na viagem?

O segundo cartaz do concerto também já foi revelado, e tem como inspiração os filmes de terror, e convida para uma “noite de terror” no Coliseu.

Tenham medo. Tenham muito medo. O mais assustador concerto alguma vez visto está prestes a chegar ao Coliseu do Porto e promete deixar toda a gente com suores frios e pele de galinha. Inspirados nos filmes de terror e de horror,

Depois da saga interestelar, a banda de Marlon, Salsa e Nena leva-nos agora para um universo mais sombrio e arrepiante. De facas bem afiadas e com muito sangue à mistura, certo é que ninguém vai conseguir dormir com as luzes apagadas depois de conhecer o enredo de os Azeitonas no Coliseu (em 3D.

Os bilhetes, à venda nos locais habituais, variam entre os 18 e os 25 euros.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.