Obras De Matt Mullican E Rui Chafes Para Ver Em Viana Do Castelo

A mostra Matt Mullican E Rui Chafes – Obras Na Coleção De Serralves patente no Museu de Artes Decorativas de Viana do Castelo, «surge no contexto do Programa Nacional de Itinerâncias da Coleção de Serralves, que tem por objetivo tornar o acervo da Fundação acessível a públicos diversificados por todo o país».

A presente exposição reúne obras do artista português Rui Chafes (Lisboa, 1966) e do norte-americano Matt Mullican (Santa Mónica, 1951), dois nomes que ocupam um lugar fundamental no panorama artístico contemporâneo e na história da Coleção de Serralves.

Rui Chafes, além de ter apresentado o seu trabalho em várias exposições no Museu de Serralves, é também um dos artistas mais amplamente representados na Coleção da Fundação. Com um trabalho que se divide entre a prática do desenho e da escultura, Chafes é um dos principais responsáveis pela renovação da escultura portuguesa nas últimas décadas. Conhecido pelos seus trabalhos em ferro em que associa características aparentemente inconciliáveis — nomeadamente atualidade e antiguidade, peso e leveza —, num constante desafio a todas as leis temporais e físicas (desde logo a gravidade), Chafes tem-se destacado pela forma como interroga o papel da arte e a sua relação com o espectador.

O trabalho de Matt Mullican, que pôde ser visto no Museu de Arte Contemporânea de Serralves numa importante exposição individual em 2000, é paradigmático da forma como os artistas têm a capacidade de criar e propor novas realidades. A partir de uma atenta observação da paisagem visual que nos rodeia, o artista apresenta o seu mundo através de um complexo sistema de signos, símbolos e imagens. As suas obras constituem um contínuo desafio à nossa perceção, num jogo permanente entre o objetivo e o subjetivo.

A mostra pode ser visitada até ao dia 22 de novembro de 2020.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.