Obra Gráfica de Júlio Pomar em exposição no Atelier-Museu

POMARO Atelier-Museu Júlio Pomar apresenta a exposição Edição e Utopia – Obra gráfica de Júlio Pomar, com curadoria de Sara Antónia Matos.

Dividida em diferentes núcleos, a exposição dá a conhecer a produção em gravura de Júlio Pomar na década de 50, mostrando o seu potencial revolucionário, valorizando a importância que contaminação plástica e a reinvenção dos meios artísticos têm, no fazer artístico.

A mostra procura responder à pergunta “o que leva um artista a fazer edições e tiragens de múltiplos de uma mesma imagem?”, e foi realizada a propósito do catálogo sobre obra gráfica de Júlio Pomar, em preparação pela sua Fundação e a ser lançado durante o decorrer da exposição.

Procurando dar a entender que as edições podem assumir diversas formas, nomeadamente a de livros, sendo estes geralmente de maior tiragem que as reproduções de obras, outro núcleo desta exposição centra-se nos desenhos /ilustrações de Júlio Pomar para Guerra e Paz, de Tolstoi, e para O Romance de Camilo, de Aquilino Ribeiro. A complementar estas edições mas atestando o carácter especial e limitado de algumas publicações, mostram-se ainda algumas caixas com serigrafias onde é dada especial atenção às tiragens limitadas, numeradas e assinadas pelo artista, como é o caso de Marujos e 4 Corvos, onde se lê a quantidade de provas destinadas a Hors Commerce, ao autor (PA), e as que ficam disponíveis para o público adquirir.

Outro núcleo da exposição estende-se, ainda, às reproduções em serigrafia, onde se encontram as séries dos «nus recortados», técnica em que o pintor parece aproximar-se mais explicitamente das metodologias gráficas, usando cores planas, recortes nítidos, idealmente adaptáveis a reprodução.

Em cada núcleo da exposição, além de se mostrarem as formas multiplicadas ou replicadas, apresentam-se ao público: pinturas, desenhos, estudos, provas, chapas e outros suportes que permitem entender a contaminação entre os meios plásticos, o pensamento do pintor, e dar conta do circuito complexo envolvido no processo criativo de Júlio Pomar.

A exposição pode ser vista até 8 de março de 2015, de terça-feira a domingo, das 10h00 às 18h00 e tem entrada gratuita.

Texto de Susana Sena Lopes

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.