Obra De Giorgio Griffa Pela Primeira Vez Em Portugal

Até 4 de setembro, o Museu de Arte Contemporânea de Serralves apresenta uma exposição antológica de pinturas e desenhos de Giorgio Griffa.

Giorgio Griffa: Quasi Tutto marca a estreia das obras do artista italiano em Portugal. Trata-se do culminar de uma série de exposições originalmente apresentadas no Centre d’Art Contemporain, Genebra (Suíça), que viajaram para o Bergen Kunsthall, Bergen (Noruega) e a Fondazione Giuliani, Roma (Itália). Comissariada pela diretora do Museu de Serralves, Suzanne Cotter e Andrea Bellini, diretor do Centre d’Art Contemporain, Genebra, a exposição de Serralves apresenta mais de trinta pinturas e cerca de quarenta desenhos datados de 1969 a 2015.

Debruçando-se sobre a produção altamente abstrata, no entanto eminentemente pictórica de Griffa, esta exposição revela o compromisso do artista com a prática da pintura enquanto processo cumulativo cujo continuum faz parte de uma realidade física e metafísica mais vasta.

Giorgio Griffa nasceu em 1936 em Turim onde continua a viver e a trabalhar. A sua obra tem sido mostrada em inúmeras exposições por todo o mundo. Griffa expôs na Sonnabend Gallery, Nova Iorque, em 1970 e participou em importantes exposições internacionais, como Prospekt, Düsseldorf (1969 e 1974) e a Bienal de Veneza (1978 e 1980). Entre outras das suas primeiras exposições importantes destacam-se Processes of Visualized Thought: Young Italian Avant-garde, Kunstmuseum Luzern (1970) e A Painting Exhibition of Painters who Place Painting in Question, Städtisches Museum Mönchengladbach (1973).

As recentes exposições individuais de obras de Giorgio Griffa incluem “Uno and Due”, Galleria Civica d”Art Moderna e Contemporanea, Turim (2002); Neuer Kunstverein, Aschaffenburg (2005), MACRO – Museo d”Arte Contemporanea, Roma (2011); e “Golden Ratio”, Mies van der Rohe Haus, Berlim (2013). Em 2016 uma exposição das suas pinturas mais recentes esteve patente no museu Vincent Van Gogh Museum em Arles. Autor de inúmeros textos sobre a sua arte, também produziu obras em livro, incluindo, em 2002, uma edição limitada dos Cantos de Ezra Pound.

Giorgio Griffa: Quasi Tutto é organizada pelo Museu de Arte Contemporânea de Serralves, Porto, em associação com o Centre d’Art Contemporain, Genebra, o Bergen Kunsthall, Bergen, e a Fondazione Giuliani, Rome. A exposição é comissariada por Suzanne Cotter, diretora do Museu de Serralves, e Andrea Bellini, diretor do Centre d”Art Contemporain, Genebra.

A mostra pode ser vista de terça a sexta, das 10h00 às 19h00, e às sextas e sábados até às 20h00. Os bilhetes podem ser adquiridos no local e custam 10 euros (com visita ao Parque incluída).

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.