O Vosso/Nosso Futuro É Agora Para Ver No Museu E Parque De Serralves

O Museu de Arte Contemporânea e o Parque de Serralves, no Porto, acolhem, até ao dia 14 de junho de 2020, a exposição O Vosso/Nosso Futuro É Agora, do artista dinamarquês-islandês Olafur Eliasson, promovida pela Fundação Serralves, em colaboração com o BPI e a Fundação La Caixa.

O artista conhecido pela criação de obras que assumem uma presença ativa no espaço cívico, apresenta, nesta mostra, uma série de instalações e esculturas, de grande escala, que ao invocarem ciclos, arcos e curvas incorporam movimento, como são exemplo a “Yellow Forest” (Floresta amarela), 2017, um grupo circular de bétulas iluminadas por um anel de lâmpadas de monofrequência amarelas;  The curious vortex (Curioso vórtice), 2019, com um turbilhão na forma de um vórtice e as esculturas, Human time is movement ((winter, spring, summer)) (O Tempo Humano é Movimento (Inverno, Primavera e Verão)), 2019, formadas por uma série de espirais de aço inoxidável, preto e branco.

 Vórtices, ciclos, espirais e correntes compõem O VOSSO/NOSSO FUTURO É AGORA – estão presentes nos troncos flutuantes, nas esculturas e no pavilhão instalado no exterior; nos anéis flutuantes e no bosque circular de árvores com folhas estranhamente amarelas no interior. Espero que na sua viajem através desta exposição sinta estes movimentos a um nível visceral e sinta como as trajetórias individuais de cada elemento se cruzam e se afetam umas às outras. – Olafur Eliasson

Para acompanhar a exposição estará disponível uma publicação, documentando os trabalhos de Olafur Eliasson em Serralves e incluindo uma contribuição original do premiado escritor português Gonçalo M. Tavares, o catálogo integra a sua visão sobre as ideias por trás dos trabalhos do artista.

A mostra poderá ser visitada de segunda a sexta-feira, das 10h00 às 19h00 e aos sábados, domingos e feriados, das 10h00 às 20h00. O bilhete de entrada na Fundação tem um custo de 18 euros.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.