O Verão Da Temporada Portugal-França 2022 Promete Diversidade

A Temporada Portugal-França 2022 decorre simultaneamente nos dois países até 31 de outubro de 2022, e preparou uma programação especial para o verão.

A somar às exposições, conversas, mentoring, residências, programação especial em teatros, museus, bibliotecas e panteões, a decorrer ao longo de todo o evento, destacam-se para o mês de julho, as seguintes iniciativas:

O Festival Internacional de Carrilhão «fazendo uso de um dos mais significativos conjuntos sineiros do mundo instalados, desde o século XVIII, no Palácio Nacional de Mafra» acontece até ao dia 31 de julho.

O projeto artístico transmedia – filme e instalação de vídeo-foto – concebido com três pontos de apoio: lugares urbanos, performances e uma canção de ópera, “Enigma”, na Galeria Foco, de 7 de julho e 7 de agosto e na Cinemateca Portuguesa, nos dias 8 e 9 de julho.

Até 18 de julho, a Temporada Portugal-França apresenta-se na 39`edição do Festival de Almada, com os espetáculos Mailles, de Borothée Munyaneza, a 12 de julho, Fado Dans les Veines, de Nadège Prugnard e e “Falaise”, de Baro d’evel, nos dias 15 e 16 de julho 15 e 16 de julho e o debate “Que pode o teatro face ao crescimento das extremas-direitas?”, no dia 16 de julho, na Casa da Cerca.

Durante a Feira do Livro de Braga, de 1 a 31 de julho, a Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva promove três conversas temáticas com escritores consagrados da literatura portuguesa e francesa, no âmbito do seu projeto Travessias Literárias.

O projeto “Stone Alive. Uma interpretação cultural das pedras”, que conecta dois museus com coleções históricas únicas: o Museu Geológico Lisboa (fundado em 1859) e o Musée de Minéralogie MINES Paris (1783), ambos ligados à investigação e localizados em edifícios históricos de Paris e Lisboa.«O projeto pretende ser uma homenagem a estes dois museus europeus e ao papel que tiveram na história cultural de ambas as capitais, para além de chamar a atenção do público sobre o potencial inovador destas coleções», para ver de 4 de julho a 4 de agosto.

A presença nas Curtas Vila do Conde – Festival Internacional de Cinema, de 9 a 17 de julho, com exposição de trabalhos de Marie Losier na Solar – Galeria de Arte Cinemática e uma selec?a?o dos filmes de Marie Losier a complementar a exposição.

O Cineteatro Municipal de Serpa acolhe, de 8 a 11 de julho, o projeto A Corda Bamba – Dança aérea e teatro com a comunidade, um projeto artístico original, participativo e comunitário, baseado na diversidade e inclusão.

Apresentação em Lisboa, no Teatro Camões, a 16 de julho, do espetáculo de teatro e dança Bisonte ReStage, estreado em Paris, em maio.

Quatro concertos, no âmbito da residência artística do Festival ZêzereArts, a 20, 23, 27 e 29 de julho, em Tomar.

O Festival Músicas do Mundo, «um intercâmbio e colaboração entre o Festival Imaterial (Évora) e o FMM – Festival de Músicas do Mundo (Sines) da região do Alentejo, Portugal e o JSLP – Festival Jazz Sous les Pommiers (Coutances) da Normandia, França», de 22 a 30 de julho.

O projeto Salve Regina Revisitada, organizado pelo CESEM / NOVA FCSH em parceria com o Ensemble Kantika centra-se no universo musical do convento feminino dominicano de Aveiro « transmitido na mais antiga coleção de livros de cânticos dominicanos em Portugal, produzidos pelas próprias irmãs entre 1461 e 1525», com concertos no Museu de Aveiro/Santa Joana, a acontecer entre 4 de julho a 28 de outubro.

A exposição Couples de Rêve, Casais Imaginários / Casais de Sonho, Couples Imaginaire, do coletivo Borderlovers, apresenta-se na Casa da Liberdade Mário Cesariny, em Lisboa, até ao dia 30 de julho; na Biblioteca Municipal José Cardoso Pires, em Vila de Rei, de 30 de julho a 6 de agosto e no Espaço Atmosfera M, no Porto, de 3 a 17 de setembro.

A Temporada Portugal-França 2022 segue até ao dia 31 de outubro e a programação completa pode ser consultada aqui.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.