O Que Fazer Quando As Nossas Crianças Ficam Doentes?

Sou mãe de duas crianças com idade inferior a 8 anos. Não sou médica, mas trabalho no sector da Saúde e reconheço que, para nós pais, há certas ocasiões no tempo em que os circuitos da saúde pública nos parecem confusos e são tudo menos user friendly, até para aqueles que os deveriam conhecer de cor… como eu deveria.

Os meses de inverno são por eleição os momentos de maior aflição dos pais, principalmente os que têm bebés ou crianças mais pequenas, e quando os nossos filhos ficam doentes as nossas preocupações aumentam exponencialmente e, por vezes, o desespero instala-se.

Então, o que fazer? Que opções temos a nível dos serviços públicos de saúde infantil?
Contrariando aquele que pode ser o nosso instinto inicial – vamos levá-los ao médico!/às urgências! – temos que pensar que quando estão doentes, os nosso filhos estão naturalmente com o seu sistema imunitário debilitado, e não devemos expô-los a outros agentes infeciosos, sem avaliar primeiro essa necessidade. E, acreditem que sei do que falo, pois tive a minha filha com varicela aos 6 meses de idade, cortesia de uma visita à urgência pediátrica.

Quando temos os nossos filhos doentes (e falo dos sintomas mais frequentes nesta altura do ano, a febre baixa, a tosse, dor de garganta, dor de ouvidos… ) e antes de entrar em modo “pânico”, temos a opção de ligar para o SNS 24 (808 24 24 24) – o Centro de Contacto do Serviço Nacional de Saúde – uma linha telefónica gratuita onde podemos conversar com profissionais de saúde, maioritariamente enfermeiros, que fazem a triagem da situação, nos aconselham sobre a melhor ação e opção terapêutica e, em caso de necessidade, nos encaminham para a unidade de saúde mais adequada, a qual poderá ser o Centro de Saúde/Unidade de Saúde Familiar ou o Hospital da nossa zona de residência.

A equipa do SNS 24 faz o acompanhamento integrado da situação em causa: fornece informações, discute terapêutica e inclusivamente agenda com os pais consultas telefónicas subsequentes para monitorização e avaliação da evolução da situação, até esta estar resolvida. Em caso de agravamento dos sintomas, o SNS24 faz o encaminhamento para a urgência do Hospital (nota importante para os pais: os doentes encaminhados pelo SNS24 (808 24 24 24) têm prioridade de atendimento dentro da mesma cor de triagem).

O mais provável é evitarmos uma visita desnecessária às urgências em período de pico de gripe! Uma das vantagens do SNS24 é funcionar 24 horas por dias, 7 dias por semana, 365 dias por ano.

Podemos igualmente utilizar o SNS24 (linha telefónica ou website https://www.sns24.gov.pt/), noutros momentos da nossa vida diária, para ter acesso a variadíssimas informações de saúde, para miúdos e graúdos: por exemplo, estamos a tomar um medicamento e já não sabemos bem a dose? Ou se interage com outro medicamento? Temos dúvidas em relação ao plano de vacinação?

Nunca é de mais recordar que, as recomendações médicas referem que, a linha de emergência médica (112) deverá ser acionada quando a criança apresenta: alteração do estado de consciência (mais sonolenta e/ou apática); Convulsão; Dor forte no peito; Dificuldade em respirar (falta de ar, respiração mais rápida, gemido respiratório); Lábios roxos; Inchaço súbito de: pálpebras ou lábios ou garganta ou boca ou língua; Pintas vermelhas na pele.

As melhoras!

Por Raquel Chantre – Administradora Hospitalar e Mãe de 2 Meninas

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.