O Maravilhoso Mundo Da Música Mecânica Para Ver No Museu Do Fado

O Museu do Fado, em Lisboa, acolhe até ao dia 30 de setembro, a exposição O Maravilhoso Mundo da Música Mecânica, uma coprodução com o Museu da Música Mecânica (MMM), com curadoria de Sara Pereira (diretora do Museu do Fado) e Luís Cangueiro (do Museu da Música Mecânica – MMM).

Caixas de música, pianolas, autómatos, realejos, e, de uma fase mais tardia, fonógrafos e gramofones, oriundos da coleção de Luís Cangueiro, compõem a exposição, sendo que diariamente há visitas guiadas com audição destas máquinas falantes. No repertório encontram-se melodias inspiradas em valsas, polcas, marchas, hinos, cânticos religiosos, ópera e fado.

A mostra convida a uma viagem pelas sonoridades do Fado no universo dos instrumentos de música mecânica, a partir da colecção de Luís Cangueiro … e permite redescobrir alguns dos mais antigos repertórios de Fado do século XIX que ecoam no universo encantado das caixas de música, pianolas, autómatos, realejos, e, mais tarde, dos fonógrafos e gramofones, afinadíssimos sistemas mecânicos que permitiam a fruição da música, dispensando a execução vocal ou instrumental.

Para além do repertório musical consagrado à dança (valsas, polkas ou mazurcas), também as marchas, os hinos, os cânticos religiosos, algumas árias de Verdi, Bizet ou Rossini e, naturalmente, o Fado, que extravasara já as fronteiras do velho circuito boémio da Mouraria e conquistava audiências cada vez mais alargadas, cultivado em ambiente doméstico pela elite da aristocracia e alta burguesia desde meados do século XIX, e também nos palcos do teatro de revista a partir das últimas décadas de oitocentos.

A exposição pode ser visitada de terça a domingo, das 10h00 às 18h00, e o preço dos bilhetes é de 5 euros, havendo reduções para menores de 30 e maiores de 65, reformados e pensionistas, grupos organizados e famílias, Lisboa Card, podendo ser adquiridos no local.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.