O Macaco do Rabo Cortado estreou no Museu Nacional do Teatro

oMacacoDoRaboCortado_SaraSantos-5

Foi com grande expetativa que o auditório lotado do Museu Nacional do Teatro recebeu, pela primeira vez, O Macaco do Rabo Cortado. Uma estória divertida, encenada e adaptada para teatro por Philippe Leroux, que conta a história de um Macaco (André Filipe) muito impulsivo, que queria ser igual aos outros meninos.

A atriz Rita Ruaz, no seu regresso aos palcos após ter sido mãe pela segunda vez, interpreta uma “Padeira” gulosa e cheia de fome e um “Alfaiate” muito divertido e “meio maluquinho”, que arrancou gargalhadas ao público.

A simpática “Senhora” e o energético “Barbeiro” de grandes bigodes são interpretados por Paula Testa e Paula Manso dá vida a uma “Peixeira” e um incrível “Velhote”, tão engraçado quanto único, que nos deixa a querer mais cinco minutos de peça só para o continuar a seguir.

This slideshow requires JavaScript.

O Macaco do Rabo Cortado divertiu miúdos e graúdos num espetáculo de cerca de 35 minutos, que, de tropelia em tropelia, nos leva a conhecer os divertidos personagens de um conto que nos mostra de forma simples, que as ações têm consequências e que, por isso, é importante pensar antes de agir.

Com exceção do dia 1 de novembro, a peça vai estar em cena todos os sábados, às 16h00, até 15 de novembro, no Museu Nacional do Teatro (Estrada do Lumiar, nº10, Lisboa). Os bilhetes vendem-se no próprio dia no Museu, mas aconselhamos que faça uma pré-reserva, pois o C&H descobriu que o próximo espetáculo de dia 11 de Outubro, também já está esgotado.

Reportagem de Sara Santos (fotos) e C&H( texto)

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.