Novas Sardinhas Bordallianas Já Estão À Venda

Por Elsa Furtado (Texto) / Fotografias de António Silva e Tânia Fernandes

Da “lota” das Caldas da Rainha para as lojas nacionais, e algumas internacionais, já chegaram as as sardinhas de 2016 produzidas pela Fábrica de Faianças da Bordallo Pinheiro.

“Este ano o cardume bordalliano apresenta 60 exemplares diferentes (mais 20 que no ano passado), sendo 26 delas novidade”, explicou Nuno Barra – Diretor de Marketing e Design Externo da Vista Alegre Atlantis, ontem na apresentação à imprensa na esplanada do restaurante Zambeze, adiantando ainda que destas, dez são da autoria de ilustradores e cartoonistas internacionais, recomendados pelo cartoonista português António (que também assina uma peça), e 12 saíram do concurso das Sardinhas das Festas de Lisboa promovida anualmente pela EGEAC (com quem a empresa tem um protocolo).

sardinhas_bordallo2016-001Entre as novas meninas, destacam-se por exemplo: a Adamastor da autoria de Alberto Faria, a Santo António de Ana Gil e António Caetano, a Bartina de Ana Lisa Luças, Janela de Alfama de Ana Sofia Gonçalves, Surpresa do cubano Angel Boligán Corbo, Biolinda da autoria de António, Cervantina da autoria de Javier Carbajo e Sara Rojo, Foguete do brasileiro Marcos Miller, Amor Profundo da italiana Marilena Nardi, Conquistadores (… Todos os Dias) do francês Martin Jarrié, Arte do Peixe do colombiano Omar Alberto Figueroa Turcios, Barcela de Raquel Krúgel, e ainda uma sardinha do Porto e outra de Coimbra da autoria do designer inglês Craig Wheatley, entre outras, coloridas, irreverentes e únicas.

Cada sardinha vem numa embalagem de cartão acompanhada do catálogo da colecção do referido ano, e custa 18,90 euros cada uma. Há ainda uma embalagem em lata, com duas unidades, que custa 34,90 euros.

A sardinha estrela da série de 2016 é sem dúvida alguma, a Sardinha Bêbada de edição limitada de 99 exemplares, da autoria do conhecido músico, artista e eterno candidato à Presidência da República Manuel João Vieira. Nesta obra, que vem acondicionada numa caixa de madeira com tampa transparente, o autor conjugou três elementos típicos bordallianos: um cinzeiro em forma de concha (que serve como base para segurar a peça), uma sardinha clássica Bordallo e no topo, a cabeça do Zé Povinho, que serve também como recipiente para transportar uma dose de bagaço, daí ser apelidada de “sardinha-cantil”. Esta peça tem um preço de venda ao público de 169 euros.

Para além das sardinhas, acompanham a colecção de 2016 outros elementos como um Abanador, uma Sardinha em Pão de Broa e uma Canastra.

Peças de características únicas, e emblemáticas de Lisboa, servem tanto como elemento decorativo, de colecção ou simplesmente de recordação, estas “Sardinhas by Bordallo” estão à venda nas lojas Vista Alegre (em Portugal e em alguns países do mundo, como o Brasil, ou o Japão); na loja Bordallo Pinheiro das Caldas da Rainha e online; outos pontos de venda seleccionados e numa carrinha Citoen HY de 1960 em Lisboa durante o verão.

Sardinhas Bordallo

Estas são apenas algumas das novidades da Bordallo Pinheiro para 2016, segundo Nuno Barra, adiantando ainda que a marca vai apresentar mais novidades até ao fim do ano, em especial nas Caldas da Rainha.

 

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.