Natal 2019: Sugestões Para A Mesa Desta Quadra

A mesa ocupa um dos papéis mais importantes durante as festividades de Natal, entre vinhos e azeites, as propostas são muitas, o C&H deixa -lhe aqui algumas sugestões para a sua Mesa de Natal.

Começamos com um dos protagonistas da noite de consoada, a par do bacalhau – o azeite. A nossa escolha recaíu sobre o Azeite Oliveira Ramos Premium Virgem Extra by João Portugal Ramos.

A selecção deste ano é o Azeite Oliveira Ramos Virgem 2018, que está à venda numa seleção de lojas um pouco por todo o país.

É produzido a partir de azeitonas Cobrançosa e Picual, é complexo, fresco, harmonioso e medianamente frutado de azeitonas verdes. Com notas marcadas de folha de oliveira, erva, casca de banana verde, alcachofra, e ainda notas suaves de maçã, é ligeiramente amargo e picante, com um final de boca persistente e acentuado de frutos secos. Este azeite premium, é ideal para consumidores exigentes, e está à venda por 9,99 euros cada garrafa.

Para os fãs de vinho verde, especialmente para acompanhar o bacalhau ou o polvo, a nossa sugestão vai para os vinhos Soalheiro.

Entre as várias caixas disponíveis lançadas nesta quadra, porque não uma com uma vertente social, cultural e histórica? Numa parceria com a Santa Casa da Misericórdia de Melgaço, na criação de uma coleção especial repleta de arte e história:  Soalheiro / 500 anos de Misericórdia.

Cada garrafa representa uma icónica obra de arte. A coleção conta com seis garrafas com rótulos como a tela comemorativa dos 500 anos da Misericórdia, ou  a Bandeira Real da Misericórdia de Melgaço.

Quem adquirir esta coleção especial, além de contribuir para a preservação de um valioso património histórico, irá receber uma réplica da tela do Mestre António Bessa, um pin da Santa Casa da Misericórdia de Melgaço, um saca-rolhas premium Soalheiro e terá ainda oportunidade de assistir, posteriormente, à apresentação das peças restauradas, recebendo uma réplica das mesmas. A coleção “Soalheiro / 500 anos de Misericórdia” está à venda por 70 euros.

Também branco, da Quinta de Castelo Melhor, no concelho de Vila Nova de Foz Côa, em pleno Douro Superior, chega-nos o Duorum Colheita Branco 2018. Um vinho das castas Rabigato, Gouveio, Arinto e Códega do Larinho, tem um aroma intenso, dominado por frutos exóticos como a toranja e pelos frutos brancos como o pêssego. Com uma boa acidez fruto das vinhas em altitude e com um bom volume e corpo bem envolvido potenciado pela fermentação em barricas com a tradicional “battonage”. 

O Duorum Colheita Branco 2018 é ideal para acompanhar pratos de peixe, carnes brancas e queijos de pasta mole. Este vinho Branco do Douro tem um preço recomendado de 12,49 euros.

Ainda do Douro, mas tinto, para acompanhar os pratos de carne, um Duorum – do Vale do Rio d’Ouro, colheita 2017. Um vinho composto pelas castas Touriga Franca, Touriga Nacional e Tinta Roriz, que se destaca pela sua cor vermelha profunda e tonalidades violetas. Revela um aroma intenso, fresco e complexo onde dominam os frutos maduros, como a amora, a ameixa e cassis e alguns aromas florais, como a violeta. Podem-se ainda destacar aromas terciários oriundos da sua “elevage” em barricas. Um final longo e elegante, definido para o perfil Duorum. À venda com um preço recomendado de 12,49 euros.

Do Douro para o Alentejo, João Portugal Ramos, enólogo e produtor de vinhos, apresenta o vinho Marquês de Borba Colheita 2018. Um vinho que reflete mais uma vez a vontade do seu enólogo de criar vinhos únicos, que mostram o carácter vitivinícola do Alentejo e um nível de qualidade consistente ao longo dos anos.

O vinho Marquês de Borba Colheita Tinto 2018 tem uma excelente concentração aromática, um aroma intenso a amoras, a cassis e a compotas. Tem um bom equilíbrio entre fruta, acidez e taninos.

O vinho Marquês de Borba Colheita 2018 é ideal para acompanhar queijos de sabor intenso ou pratos de carnes vermelhas com molhos intensos.  Está à venda com um preço recomendado de 5,99 euros.

E para a hora do brinde, o primeiro espumante de Alvarinho sem sulfitos – o Soalheiro Bruto Nature, disponível em quatro variações 100% pur terroir da região de Monção e Melgaço – o Soalheiro Espumante Bruto Alvarinho, o Soalheiro Espumante Bruto Rosé, o Soalheiro Espumante Bruto Nature e o Soalheiro Espumante Bruto Barrica.

Baseado no método ancestral, onde as Pérolas de Leveduras criam o gás muito fino e delicado existente dentro da garrafa, e a rolha, especialmente selecionada para o efeito, acompanha o espumante desde a sua criação e fermentação em garrafa até à abertura final para os vossos copos.
A ausência de adição de sulfitos e de dosagem no final (bruto natural sem qualquer adição) e a permanência na cave, a temperatura baixa e constante durante 18 meses permitiu que este espumante mostre toda a elegância da casta Alvarinho numa perspetiva de maior complexidade e menos fruta. A cor e o aroma do Soalheiro Bruto Nature são intensos e o sabor complexo, a pedir que seja descoberto com entusiasmo. Afinal é um Alvarinho 100% elaborado sem adição de sulfitos, com fermentação alcoólica e malolática completas e sujeito a uma segunda fermentação em garrafa para se tornar espumante. A rolha, de seleção especial, sujeita a fermentação não apresenta a conicidade habitual do espumante e as Pérolas de Leveduras são reais, de sabor neutro e bem visíveis, normalmente no último copo, podendo ser também degustadas.

Está à venda por 18,40 euros.

Terminamos com uma sugestão diferente, para entrada ou para depois da refeição, ou sozinho com tostas e um bom vinho, um queijo Boursin c om Alho e Ervas Finas. Este é um queijo fresco, de textura cremosa e sabor intenso, feito com leite e natas pasteurizadas, fermentos lácteos, alho e ervas aromáticas (1.6%), sal e pimenta.

À venda em embalagens de 150 gramas, por um preço aproximado de 2,60 a 2,70 euros cada.

Boas escolhas e Boas Festas!

 

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.