Natal 2018: À Mesa

Saber receber é uma arte! Acolher a família, na consoada ou no dia de Natal, é uma arte a que se junta muito amor, dedicação e horas de preparação. Tentamos reduzir o número de horas a passar na cozinha e deixamos algumas sugestões que vão engrandecer a sua mesa natalícia.

Incontornável, em qualquer mesa portuguesa, é o Bacalhau. Para agradar “a gregos e troianos”, a Pescanova lançou a campanha “O Bacalhau Sai bem”, com foco na referência de Bacalhau Desfiado.
“Sai bem porque é desfiado, porque é uma fonte natural de proteínas e de ómega-3 e porque é a solução rápida e fácil para uma refeição sem preocupações e do agrado de todos. Queremos conceder o merecido estatuto de peixe ao bacalhau, algo que até hoje ninguém se atreveu a dizer”, explica Ana Vicente, Diretora de Marketing da Pescanova.
Um produto de preparação rápida, que pode ser usado em inúmeras receitas, das mais tradicionais às mais arrojadas.
O Bacalhau Desfiado da Pescanova é preparado a partir do melhor bacalhau fresco, com um sabor suave, sem pele, no ponto de sal e é uma fonte natural de proteínas e de ómega-3. Á venda, nos locais habituais, a embalagem de 400gr custa 6,19 euros. Aventure-se nas mini-fritatas de bacalhau, no bacalhau à Gabriela ou na Supremas de Bacalhau com passas.

Para o almoço de Natal, apresentamos a proposta “Celebrar o Natal é Nobre”. Continuamos na senda de poupança de tempo, mas, ao mesmo de tempo, de agradar a todos os paladares.
Um sucesso garantido, no centro da mesa e no centro das atenções, a Nobre sugere os folhados de Aves Nobre Cocktail, num formato de coroa natalícia e, como entrada as Trouxinhas de massa filó com Peito Extra Original Nobre. E, em vez do típico peru, borrego ou cabrito, a Nobre aconselha o Rolinho de Carne com Farinheira e Bacon da Nobre em doses individuais para dar um toque ainda mais elegante à sua mesa.

Para temperar as melhores saladas, sugerimos o Gallo Vinagre de Vinho do Porto, um vinagre com o toque doce, aveludado e robusto do distinguido Vinho do Porto.

Produzido no Vale do Douro, o solo xistoso e o clima húmido conferem a Gallo Vinagre Vinho do Porto um toque de acidez sóbria combinado com uma textura aveludada. O selo do IVDP, Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, garante que a sua produção e engarrafamento são inteiramente feitos na região vitivinícola do Douro. Á venda, nos locais habituais, o PVPR é 4,99 euros.

Não há mesa que não se “regue” com um bom vinho. Para a noite de consoada apresentamos como sugestão os últimos lançamentos da Quinta do Soalheiro, no Minho.

Começamos com a edição 2018 do Soalheiro Clássico e do Soalheiro Allo. Dois 2018 com perfis próprios e bem diferentes entre si, ou se preferi o Soalheiro Reserva 2017. Para quem prefere um alvarinho, a sugestão vai para o Soalheiro Alvarinho 2018 – intenso, elegante e com volume.

Com um grau de álcool moderando, o Soalheiro ALLO 2018, apresenta 11,5 % vol., e “promete desvendar a elegância da região do Minho no seu copo”.  Para quem prefere os vinhos mais suaves, um Soalheiro Reserva 2017. Com estágio e fermentação em barricas novas e usadas de carvalho francês, todas elas com meia tosta e grão muito fechado para manter a juventude necessária a um alvarinho.

Para o almoço de Natal recomendamos os tintos, do Alentejo, a nossa sugestão vai para o Marquês de Borba Colheita Tinto 2017. “Data de 1811 este título pertencente a um antepassado de João Portugal Ramos que se distinguiu pela sua enorme cultura e paixão pelas artes. A mesma paixão que nos inspirou na criação deste vinho que procura dignificar todo o potencial vitivinícola do Alentejo” pode ler-se no rótulo.
O vinho Marquês de Borba Colheita Tinto 2017 tem uma excelente concentração aromática. Tem um aroma intenso de fruta, especialmente amoras, e realça-se o cassis e as compotas. Apresenta um bom equilíbrio entre fruta, acidez e taninos. É um vinho ideal para acompanhar pratos de carnes vermelhas, queijos de sabor intenso e o tradicional cozido à portuguesa. Á venda, nos locais habituais, por 5,99 euros.

Se prefere um vinho do Tejo, então recomendamos o Falua
Unoaked, com uma cor granada profunda, feito com uvas da casta Touriga Nacional. No seu aroma destaca-se a mineralidade e as notas florais a violeta, assim como aroma de fruta preta, de ameixas e amoras. Elegante, intenso e de elevada persistência, este vinho tem taninos muito presentes, mas bem envolvidos que lhe conferem uma grande estrutura e um grande potencial de envelhecimento. Ideal para acompanhar carnes assadas, pratos de bacalhau, queijos e enchidos. Tem 14,5% vol de alcool.

Como não poderia faltar em dias de festa, propomos um brinde com espumante A.Henriques Super Reserva Bruto, produzido na Bairrada, pelas Caves da Montanha. “No copo apresenta uma brilhante cor citrina, com reflexos palha, uma bolha fina e persistente. Provoca sensações mistas de fruta e biscoito no aroma e na boca. O seu sabor é fresco, firme, com bolha bem dissolvida no vinho. É produzido com uvas das castas Baga, Chardonnay, Bical e Cercial. Tem 12,5% de álcool.” O preço é de 6,99 euros.

Para adoçar as bocas mais gulosas, terminamos com a Caja Roja da Nestlé: uma experiência intensa e deliciosa de chocolate de leite ou de chocolate preto. A Caja Roja, com 22 bombons compostos por chocolate de leite, chocolate preto e chocolate branco, numa embalagem de 200gr, custa 6,69 euros; a versão Dark Sublime, numa embalagem de 228gr, custa 10,99 euros e a versão Milk Sublime, numa embalagem de 114gr, custa 5,99 euros.

Sente-se….e a mesa ficará completa! Boas Festas!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.