Natal 2017: Prendas Para Ler À Lareira Ou Enrolados No Cobertor

Terminamos as nossas últimas sugestões para adultos com os imprescindíveis livros, editados entre nós nos últimos tempos pelas várias editoras nacionais, e que além de serem sempre uma óptima aposta de presente são também uma óptima companhia.

Começamos com a Gradiva e o Sinal De Vida, o último livro de José Rodrigues dos Santos, lançado em outubro último, com 656 páginas, e à venda por 22,80 euros.

Esta nova aventura de Tomás Noronha inicia quando um observatório astronómico capta uma estranha emissão vinda do espaço na frequência dos 1,42 megahertz. Trata-se de um aparente sinal de vida. Face a evidência de que um objecto se dirige à Terra a NASA prepara uma missão espacial internacional urgente para ir ao encontro da nave desconhecida e Tomás Noronha é recrutado para a equipa de astronautas.
Sinal de Vida é a mais invulgar aventura em que Tomás Noronha se vê envolvido e que conduz o leitor ao coração do maior mistério do universo. Será a vida um acidente ou resultará de um desígnio? Estaremos sós ou seremos um entre milhões de mundos habitados?
A existência é um acaso ou tem um propósito?

Da Porto Editora a nossa sugestão vai para a chilena Isabel Allende e o seu Para Lá Do Inverno, lançado em novembro passado, cuja estória tem por base a migração e a crise moral dos EUA.

Isabel Allende parte da célebre frase de Albert Camus para nos apresentar um conjunto de personagens próprios da América contemporânea que se encontram «no mais profundo inverno das suas vidas»: uma mulher chilena, uma jovem imigrante ilegal guatemalteca e um cauteloso professor universitário.
Os três sobrevivem a uma terrível tempestade de neve que se abate sobre Nova Iorque e acabam por perceber que para lá do inverno há espaço para o amor e para o verão invencível que a vida nos oferece quando menos se espera.

Para Lá do Inverno, com tradução de Ângela Barroqueiro, tem 336 páginas e um preço de 18,80 euros.

Do Clube do Autor destacamos O Bibliotecário de Paris, romance de estreia do jornalista de origem inglesa Mark Pryor, um thriller emocionante com 328 páginas, à venda por 17,50 euros.

A morte de um oficial nazi durante a ocupação de Paris pode ser a chave para resolver um mistério do presente.
O diretor da Biblioteca Americana em Paris é encontrado morto numa sala trancada. A polícia conclui que o homem morreu de causas naturais, porém o responsável pela segurança da Embaixada dos EUA tem a certeza de que algo errado se passou. A sua investigação leva-o até à cena do crime cometido durante a Segunda Guerra e as suas descobertas vão surpreender tudo e todos.

 

 

Da Editorial Planeta, As Mulheres Do Castelo De Jessica Shattuck, baseado numa histórica verídica, o romance oferece ao leitor uma nova perspetiva sobre a Segunda Guerra Mundial e, alicerçado numa aprofundada pesquisa histórica, a forma como três mulheres, assombradas pelo passado e pelos segredos que guardam, tentam sobreviver à dor partilhada pelo espectro Nazi.

Uma história poderosa de três viúvas cujas vidas e destinos se entretecem, que tem como pano de fundo o fim da Segunda Guerra Mundial, num arruinado castelo que em tempos acolheu a mais alta sociedade alemã. Com 360 páginas, e à venda por 18,85 euros.

Na guerra fizeram escolhas impossíveis, agora têm de viver com elas.
Três mulheres, assombradas pelo passado. Marianne von Lingenfels volta ao castelo abandonado, dos antepassados do marido.
Para cumprir a promessa que fez aos corajosos companheiros do marido: encontrar e proteger as suas mulheres no meio das cinzas da derrota da Alemanha nazi.
Um livro com uma pesquisa histórica rigorosa e que oferece um novo olhar e novas realidades da Segunda Guerra Mundial, um dos períodos mais lidos da nossa história.

Da Topseller a nossa escolha recai sobre o último livro de Tom Fox editado entre nós – O Sétimo Mandamento, com 400 páginas e à venda por 17,69 euros. Um thriller bastante empolgante e que promete levantar muitas questões e por em causa muitas verdades estabelecidas. Um livro perfeito para quem gosta de mistérios que combinam a Antiguidade com o Presente, História com mistério, suspende e perseguições.

Serão todas as profecias verdadeiras?
Durante uma escavação arqueológica realizada no centro de Roma, é encontrada uma antiga tábua de argila com sete profecias inscritas em acádio, uma língua há muito extinta. A primeira profecia previa que aquele que encontrasse a tábua morreria de forma funesta e célere. E assim acontece. Quando, uma a uma, as profecias se vão realizando, o pânico e o caos instalam-se na cidade.
O relógio não para.
Numa corrida contra o tempo, em que cada segredo esconde uma mentira, e em que estranhos versos de uma tábua antiga parecem conter as respostas, cabe a Angelina Calla, especialista em acádio, e a Ben Vordyx, dos Arquivos Secretos do Vaticano, descobrir o que está por detrás desta maldição.

Será tudo isto real?

Das publicações Dom Quixote, uma reedição de um dos grandes autores de espionagem mundial – John Le Carré – Um Legado de Espiões, com 304 páginas e à venda por 17,90 euros.

Peter Guillam, fiel colega e discípulo de George Smiley nos Serviços Secretos britânicos, também conhecidos por Circus, goza a reforma na sua propriedade de família, na costa sul da Bretanha, quando uma carta do seu antigo Serviço o convoca a Londres. Razão? O seu passado durante a Guerra Fria voltou para o reclamar. Operações de informações que antigamente eram a menina dos olhos da Londres secreta, e que envolveram personagens como Alec Leamas, Jim Prideaux, George Smiley e o próprio Peter Guillam, vão ser escrutinadas por uma geração que não tem memória da Guerra Fria, nem paciência para as suas justificações. Alguém tem de pagar pelo sangue inocente outrora derramado em nome do bem geral. Entrelaçando o passado com o presente de modo a que um e outro possam contar a sua própria história, John le Carré teceu um romance com um enredo tão engenhoso e impressionante quanto os dois predecessores para os quais remete: O Espião Que Saiu do Frio e A Toupeira.

Da Editorial Presença, a nossa sugestão vai para Contagem Descrescente De Ken Follett, um thriller repleto de história, intriga e espionagem, com 400 páginas e à venda por 17,55 euros.

Um homem acorda deitado no chão de uma casa de banho da estação de comboios Union Station, em Washington. Não faz a mínima ideia de como foi ali parar. Parece um sem-abrigo e não sabe onde mora. Nem sequer se lembra do próprio nome. Em janeiro de 1958, no auge da Guerra Fria, soviéticos e americanos disputam a primazia pela conquista do espaço. O lançamento do Explorer I, o primeiro satélite americano, foi inexplicavelmente adiado. Claude Lucas é uma das figuras centrais para que o lançamento seja um sucesso, mas encontra-se desaparecido. Sem ele, o jogo de forças pode pender para o lado soviético.

 

 

Da Harper Collins sugerimos A Filha do Pântano, da autoria de Karen Dionne, com 350 páginas e à venda por 17,70 euros.

Finalmente, Helena tem a vida que merece. Um marido dedicado, duas filhas lindas, um negócio que preenche os seus dias. Mas, quando um presidiário se evade violentamente de uma prisão vizinha, apercebe-se de que foi ingénua ao pensar que poderia deixar para trás os seus piores momentos. Helena tem um segredo: é o resultado de um rapto. O seu pai sequestrou a sua mãe quando esta era adolescente e manteve-a em cativeiro numa cabana remota nos pântanos da Península Superior do Michigan. Sem eletricidade, sem aquecimento, sem água canalizada, Helena, nascida dois anos depois do rapto, adorava a sua infância. E, apesar do comportamento por vezes brutal do pai, amava-o… até descobrir exatamente até que ponto uma pessoa podia ser selvagem. Vinte anos depois, enterrou o passado tão profundamente que nem sequer o marido sabe a verdade. Mas, agora, o seu pai matou dois guardas prisionais e desapareceu num pântano que conhece melhor do que ninguém. A polícia começa a caça ao homem, mas Helena sabe que os agentes não têm qualquer hipótese de o apanhar. Sabe que há apenas uma pessoa que conta com as estratégias necessárias para encontrar alguém preparado para sobreviver a uma catástrofe e a quem o mundo chama «o rei do pântano»… porque há apenas uma pessoa que ele próprio treinou: a sua filha.

E terminamos as nossas sugestões de prendas com Os Herdeiros da Terra da autoria de Ildefonso Falcones, editado entre nós pela Penguin Random House – Suma de Letras, e à venda por 23,90 euros.

Os Herdeiros da Terra é a continuação da história de A Catedral do Mar, que surge 10 anos depois. Este é um romance histórico cuja acção decorre na Barcelona do século XIV, três anos depois do fim da narrativa da A Catedral do Mar.

Barcelona, 1387. Os sinos da igreja de Santa Maria do Mar ainda soam para todos os moradores do bairro de La Ribera, mas há um que ouve o carrilhão com especial atenção… Hugo Llor, filho de um marinheiro já falecido, com doze anos, trabalha nos estaleiros, graças à generosidade de um dos notáveis mais apreciados da cidade: Arnau Estanyol. Mas os seus sonhos juvenis de se tornar construtor naval serão destruídos pela dura e implacável realidade quando a família Puig, inimiga ferrenha do seu mentor, aproveita a sua posição diante do novo rei para executar uma vingança que vem arquitectando há anos. Um romance magistral que recria na perfeição a efervescente sociedade feudal, submissa a uma aristocracia volúvel e corrupta, ao mesmo tempo que narra a luta de um homem para sobreviver sem sacrificar a sua dignidade.

Votos de boas compras, boas leituras e Boas Festas!

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.