Museu De Évora Apresenta Exposição Sobre Marcas Da Inquisição

Marcas da Inquisição Em Évora: Acervos do Museu e da Biblioteca Pública é a mostra que está patente no Museu de Évora, até dia 31 de dezembro.

O Tribunal do Santo Ofício da Inquisição começou a funcionar de forma continuada em Portugal em 1536. Perdurou até 1821. Neste intervalo foi uma instituição marcante na sociedade portuguesa. Em nome da ortodoxia e com a adesão de praticamente todos os grupos sociais, contribuiu fortemente para a uniformidade ideológica. Ninguém estava teoricamente excluído da sua jurisdição.
A bula que introduziu o Santo Ofício em Portugal foi publicada em Évora, cidade onde, por essa altura, se encontrava a Corte.
Évora foi também sede de um dos quatro tribunais de distrito da Inquisição portuguesa. Hoje é a urbe que conserva maior património edificado sobre esta instituição e que importa dar a conhecer e valorizar.

A exposição apresenta peças do acervo que se encontra no Museu e na Biblioteca Pública, e pode ser visitada de terça a domingo, das 9h30 às 17h30, e os bilhetes de entrada custam 3 euros.

A organização é da Direção Regional de Cultura do Alentejo – Museu de Évora, CIDEHUS – Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades da Universidade de Évora e Fundação Eugénio de Almeida, com o apoio da Câmara Municipal de Évora e Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Évora.

1 Comentário

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.