Museu Do Oriente Apresenta A Exposição Plantas De Macau E Do Oriente

O Museu do Oriente, em Lisboa, apresenta a exposição Plantas de Macau e do Oriente, onde vão estar reunidas um conjunto de 42 ilustrações científicas, da autoria de Catarina França e Mafalda Paiva, que resultam de um trabalho iniciado em 2013, no âmbito de uma Bolsa de Curta Duração atribuída pela Fundação Oriente, que nos leva até aos jardins e árvores de Macau e das ilhas Taipa e Coloane.

Desse trabalho inicial resultaram os primeiros esboços e, posteriormente, as ilustrações científicas das espécies da flora local apresentadas nesta exposição. Todas as ilustrações, feitas em aguarelas transportam-nos numa viagem de cores que refletem a perfeição e a riqueza da flora desta região do mundo.

Paralelamente, e numa experiência imersiva na Serra da Arrábida, o Museu do Oriente organiza um workshop de Desenho de Natureza, orientado pelas duas ilustradoras, entre os dias 31 de maio e 2 de junho, com estadia no Convento da Arrábida.

Inspirando-se na envolvência da serra, os participantes são desafiados a registar a natureza circundante como ponto de partida para a elaboração de uma ilustração científica, através da experimentação e utilização de diferentes técnicas e materiais. São ainda abordados conceitos teóricos e práticos e realizados exercícios, que permitem começar a elaborar um caderno de campo e uma ilustração científica final.

Catarina França é formada em Design de Comunicação, com Mestrado em Desenho e especialização em Ilustração Científica, pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa. Trabalha como designer e ilustradora, tendo também já publicado vários livros para crianças. Como bolseira da Fundação Oriente visitou Macau e as Ilhas em 2013, onde recolheu espécies e esboços que deram origem a estas ilustrações.

Mafalda Paiva é Mestre em Ilustração Científica pelo ISEC e Universidade de Évora. É ilustradora residente no Centro de Arqueologia de Lisboa e no Museu do Regimento de Sapadores de Bombeiros de Lisboa. É ainda a ilustradora científica da equipa de investigação em Zoologia da Universidade de Antofagasta, Chile. No âmbito do seu trabalho como freelancer trabalhou com alguns dos maiores grupos editoriais e agências de publicidade de Portugal, Espanha e EUA, entre outras, e desenvolve trabalhos de infografia com a National Geographic USA. Venceu o Concurso Internacional IL-lustraciència 2012, Barcelona e foi distinguida com o 2.º Prémio Casa das Ciências 2013, Fundação Calouste Gulbenkian.

A exposição está patente até ao dia 25 de agosto, de terça-feira a domingo, entre as 10h00 e as 18h00 (à sexta-feira o horário prolonga-se até às 22h00, com entrada gratuita a partir das 18h00). O bilhete tem um custo de 6 euros.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.