Museu Do Bardo: A Arte Entregue Ao Esquecimento 

Reportagem de Sandra Mesquita  (Texto e Fotos)

Situado em Tunes, a capital da Tunísia, o Museu Nacional do Bardo é um dos mais importantes de África, reunindo uma impressionante colecção de mosaicos romanos e antiguidades da Grécia Antiga, num total de mais de 8.000 peças. 

museu_bardo_6232Construído numa antiga residência real, o Museu foi alvo de obras de remodelação entre 2009 e 2012 que duplicaram a área de exposição e modernizaram as salas.

Os vários departamentos e galerias apresentam objetos recolhidos em escavações arqueológicas em todo o país que ilustram as várias fases da história da Tunísia, desde a Pré-História aos Períodos Fenício, Púnico, Númida, Romano, Cristão e Árabe-Islâmico.

Da coleção destacam-se obras como O Triunfo de Neptuno, datado do século II, o maior mosaico vertical do mundo com 13 metros de altura e 8 metros de largura; O Busto de Afrodite; o Hérmaion d’ El Guettar; e o mosaico Virgílio, que representa o poeta e autor de Eneida cercado de musas.

Graças à sua fascinante colecção, o Museu alcançou reputação internacional e chegou a ser um dos principais pontos turísticos do país, com centenas de estrangeiros a visitá-lo diariamente. Depois dos ataques terroristas do ano passado, que vitimaram 22 pessoas, o Museu está entregue ao esquecimento, sendo apenas visitado por um reduzido número de estudantes locais ou turistas independentes que contemplam as obras através das marcas de tiros deixadas nos vidros que protegem as peças.

Atualmente, os visitantes são revistados à entrada. No exterior do edifício, foi colocada um mosaico com os nomes e as nacionalidades das vítimas que perderam a vida no ataque.

O museu está aberto ao público de 1 de maio a 30 de setembro, das 9h00 às 17h00; e de 1 de outubro a 30 de abril, das 9h30 às 16h30. O bilhete pode ser adquirido no local e custa 11 TND (+ ou – 4,71 euros).

*O C&H viajou para a Tunísia e visitou o Museu a convite do operador Travelers, da Tunisair e do Turismo da Tunísia.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.