Museu De Etnologia Apresenta Exposição Lugares Encantados, Espaços De Património

O Museu Nacional de Etnologia inaugura hoje a exposição Lugares Encantados, Espaços de Património, que vai ficar patente ao público até outubro de 2020.

A mostra centra-se na interrogação de processos de construção de identidades configuradas a partir da articulação entre património e religião na sociedade portuguesa contemporânea. Tal interrogação constituiu o fundamento de pesquisas de terreno desenvolvidas recentemente por uma equipa de investigadores que se debruçaram sobre os quatro estudos de caso – Fátima, Mértola, Mouraria (Lisboa) e Sintra – que a exposição dá a conhecer, revelando-nos assim outros tantos modos de recurso ao passado e afirmação de identidades, de âmbito religioso ou secular, coletivo ou institucional.

A exposição inclui documentação fotográfica e fílmica produzida em contexto de pesquisa de terreno, assim como de documentação de arquivos diversos, integra peças das coleções do Museu de Mértola, do Museu Nacional de Arqueologia e da Parques de Sintra – Monte da Lua (Convento dos Capuchos e Palácio Nacional de Sintra), assim como peças de coleções particulares.

A exposição constitui o culminar da componente nacional do projeto HERA HERILIGION The heritagization of religion and the sacralization of heritage in contemporary Europe / A patrimonialização da religião e a sacralização do património na Europa Contemporânea. Este projeto foi desenvolvido no âmbito de um consórcio de instituições de cinco países (Dinamarca, Holanda, Polónia, Portugal e Reino Unido) e financiado no âmbito do Joint Reasearch Programme ‘Usos do Passado’ da rede HERA – Humanities in the European Research Area, do qual faz parte a Fundação para a Ciência e a Tecnologia. Em Portugal, o projeto encontra-se sediado no Centro de Estudos Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, constituindo-se o Centro em Rede de Investigação em Antropologia como instituição participante.

A exposição pode ser visitada de terça, das 14h00 às 18h00; e de quarta a domingo das 10h00 às 18h00, até 4 de outubro de 2020. Os bilhetes para visitar o museu estão à venda no local e custam 3 euros.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.