Museu Condes de Castro Guimarães expõe O Fascínio da Arte Russa da colecção de Pedro Vieira da Fonseca

Banner Arte Russa (1)

O  Museu-Biblioteca Condes de Castro Guimarães, em Cascais, expõe desde dia 20 deste mês, a exposição O Fascínio da Arte Russa: Encontro da Terra com o Céu, com peças legadas por Pedro Vieira da Fonseca, diplomata (antigo Adjunto do Protocolo de Estado no Ministério dos Negócios Estrangeiros) e munícipe de Cascais, nutria pela cultura e civilização da Rússia.

Esta mostra, que vai integrar a colecção permanente do museu, apresenta 17 ícones russos do século XIX, dispostos por três conjuntos temáticos: “Cristo Pantocrator”, “Theotokos – Imagens da Mãe de Deus” e os “Santos Intercessores”,figuras icónicas do culto cristão ortodoxo, e aqui apresentados nas respetivas caixas onde são expostos nos ambientes tradicionais das casas russas.

Também vai ser possível apreciar os diários das duas viagens realizadas à Rússia em 2000 e 2001. Nestes diários sucedem-se descrições e imagens das cidades, catedrais, palácios, jardins, mosteiros, rios e florestas por onde passou Pedro Vieira da Fonseca, assim como da história, da maneira de ser e do quotidiano de um povo que o fascinava, dando-se, assim, a conhecer uma arte ainda bastante desconhecida do público em geral.

A mostra pode ser visitada de terça-feira a domingo, das 10h00 às 16h00, e sábados e domingos das 10h às 13h00 e das 14h às 17h00, até dia 31 de dezembro de 2015.

Texto de Teresa Leal e Ana Rita Santos

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.