MU.SA – Museu Das Artes De Sintra Dedica Exposição A Leal Da Câmara

O MU.SA – Museu das Artes de Sintra apresenta até dia 3 de maio a exposição Leal da Câmara Revisitado (1876-1948), uma exposição de pintura, desenho, caricatura e mobiliário.

A mostra recorda a figura e a exemplaridade ímpar de Mestre Leal da Câmara (30.11.1876 | Pangim, Goa – 21.07.1948 | Rinchoa, Sintra) enquanto humanista, cidadão, artista, caricaturista e republicano, que tudo foi e que se destacou de entre os seus contemporâneos e triunfou, sem favores, na vanguardista, cosmopolita e iluminada Paris das primeiras décadas do século passado. A mostra revisita a brilhante obra e o talento criador de uma culta ‘individualidade multiforme’, que abraçou diversas facetas durante a sua intensa e ativa vida de quase 72 anos – pintor, caricaturista, paisagista, retratista, cartazista, designer gráfico, desenhador de mobiliário, decorador, cenógrafo, professor, jornalista, escritor, agente cultural e urbanizador – como foi Tomás Júlio Leal da Câmara. E assinala ainda a passagem dos 110 Anos da República Portuguesa.

Tomás Júlio Leal da Câmara nasceu em Pangim (Nova Goa, Índia Portuguesa), a 30 de novembro de 1876, filho de um oficial do Exército, Eduardo Inácio da Câmara e de D. Emília Augusta Leal.

Em 1895, com a morte do seu pai, Eduardo da Câmara, deixa o curso superior que, entretanto, iniciara, trocando-o pela profissão de jornalista. O incisivo poder crítico da sua personalidade, manifesto no campo humorístico do desenho caricatural, leva-o, por mérito próprio, a atingir notabilidade no meio intelectual português.

A exposição pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 10h00 às 18h00, e sábado e domingo das 12h00 às 18h00. A entrada é livre.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.