Mostra (Tu) Podes Falar No Plural Para Ver Na Culturgest

A exposição de arte contemporânea, (Tu) Podes Falar no Plural, inaugura já no próximo sábado, dia 2 de março, pelas 17h00 na Culturgest, em Lisboa, onde estará patente de 3 a 17 de março, nas salas 3, 4 e 5.

(Tu) Podes Falar no Plural é um projeto de participação que resulta numa exposição da responsabilidade de um coletivo de curadores constituído por 21 trabalhadores da Caixa Geral de Depósitos, sem ligações profissionais à arte, seleccionados de um universo de 61 candidatos, para integrar uma iniciativa de curadoria coletiva nunca antes conhecida ou testada. O desafio era conceberem uma exposição com obras da coleção da Caixa Geral de Depósitos, a partir da questão: Arte (para mim) é…?

A procura desta resposta transformou-se numa viagem ao universo da curadoria e das artes visuais, pela mão da curadora Filipa Oliveira.

Ao longo de cinco meses, estas pessoas, tão diferentes e sem aparente ligação entre si, a não ser a empresa onde trabalham, percorreram um caminho que se fez de aulas de história de arte, palestras temáticas com programadores culturais, especialistas em montagens e técnicas de conservação e museu, passando pela comunicação e publicações. Muitas foram as visitas guiadas aos bastidores da Culturgest para aprenderem com os melhores como é que se constrói uma exposição.

Pelo caminho, partilharam diversos modos de ver arte, mas, acima de tudo, partilharam maneiras de observar, participar, colaborar, negociar, ceder, apreciar, encontrar e descobrir. E o desejo de um eu curador deu lugar ao nascimento de um nós no plural; a “luta de egos” deu lugar à negociação e à partilha; o apego às crenças e ao gosto individual deu lugar à união e ao crescimento do Coletivo. O resultado está à vista: a arte é plural (nesta exposição).

Esta exposição conta com obras de: Baltazar Torres, Bruno Pacheco, Cristina Lamas, Eduardo Nery, Fernanda Fragateiro, Filipa César, Gonçalo Barreiros, João Penalva, Luísa Correia Pereira, Marepe, Marie-Jo Lafontaine, Nelson Leirner, Rui Toscano, Susana Mendes Silva.

O colectivo de curadores é composto por Ana Beatriz Correia, Ana Manso, Ana Suspiro, António Victor Sousa, Catarina Coelho, Cláudia Fernandes, Cláudia Gamboa, Helena Baptista, Isabel Carrasqueira, Lucinda Coelho Fernandes, Margarida Alemão, Maria do Carmo Santos, Marina Landeiro, Olga Sequeira Santos, Olinda Falcão, Paula Santos, Paulo Semblano, Pedro Faísca, Susana Cândido, Teresa de Jesus Silva e Teresa Montes.

A produção ficou a cargo de João Belo, Antónia Honrado e Carla Monteiro. A programação de participação é de Raquel Ribeiro dos Santos.

A exposição pode ser vista de terça-feira a domingo, sendo a entrada gratuita.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.