MNAC Apresenta Exposição De Susana Mendes Silva 

O Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, em Lisboa, apresenta a exposição Como Silenciar Uma Poeta, da artista Susana Mendes Silva, inspirada na obra da escritora portuguesa Judith Teixeira (1880-1959), cujo livro Decadência foi apreendido e queimado em 1923, no Convento de São Francisco, nas antigas instalações do Governo Civil de Lisboa com entrada pela Rua Capelo, hoje parte integrante do Museu Nacional de Arte Contemporânea. 

A exposição surge inserida no programa As Coisas Fundadas No Silêncio, iniciado com um ciclo de conferências, no dia 3 de março, na Culturgest, depois suspenso, e transferido, em parte, para o formato digital.

A exposição integra também duas performances, com data ainda a anunciar, intituladas Tradução #1, com Alda Calvo, e Tradução #2, com Patrícia Carmo, que se debruçam sobre a tradução de um poema de Judith Teixeira para as outras duas línguas oficiais portuguesas: a Língua Gestual Portuguesa e o Mirandês.

Tradução #1 decorrerá na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, e Tradução #2, nas instalações dos Estúdios Victor Córdon.

Acontecerá ainda, no museu, uma leitura performativa da conferência De Mim, que a poeta e novelista Judith Teixeira publicou em 1926.

A exposição Como Silenciar Uma Poeta vai estar patente na Sala Sonae do Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado até ao dia 30 de agosto, de terça-feira a domingo, das 10h00 às 18h00, com entrada livre.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.