Misty Fest Revelou Primeiros Artistas Confirmados

A produção da 10ª edição do Misty Fest  já revelou os primeiros quatro artistas confirmados: Nitin Sawhney, Maria de Medeiros com The Legendary Tigerman, Lina e Raül Refree e Teresa Salgueiro.

Nitin Sawhney regressará a Portugal, mais de 10 anos depois da sua última apresentação, para revisitar um dos maiores clássicos da modernidade britânica, Beyond Skin, obra prima de que em 2019 se assinala o vigésimo aniversário. Aplaudido como um dos mais notáveis compositores britânicos, Sawhney tem composto muito para o ecrã – é dele, por exemplo, a banda sonora de Mowgli, produção recente com marca Netflix. Neste concerto revisitará um dos mais amados encontros entre a música indiana e a eletrónica, um álbum que marcou uma época e que se prendeu ao futuro, continuando a ser referência até aos dias de hoje.

24 Mila Baci é o título romântico que designa o novo encontro de The Legendary Tigerman com Maria de Medeiros. Há 10 anos, cruzaram-se em Femina, adoptando o clássico de Nancy Sinatra “These Boots Were Made For Walking”. Agora é numa série de músicas que marcaram a história do cinema, uma arte que diz tanto a ambos os artistas, que o guitarrista-cantor e a actriz-cantora encontram o novo mote para um diálogo íntimo, como uma grande cena de um filme que todos conhecemos de cor, mas de que não conseguimos afastar os olhos. De Nino Rota até onde a imaginação os carregar…

Em estreia absoluta no nosso país, Lina e Raül Refree vão apresentar um disco conjunto. Refree assinou a produção do primeiro álbum de Rosalía e também de trabalhos, de Sílvia Perez Cruz, El Niño de Elche ou Lee Ranaldo, dos Sonic Youth. Na fadista Lina conheceu o seu mais recente desafio, indo ao seu encontro com o seu particular ângulo, partindo para o fado sem o amparo dos cânones do género.

Nitin Sawhney atua a 5 de novembro na Casa da Música, no Porto e a 6 de novembro no CCB, em Lisboa. Lina e Raül Refree sobem ao palco do São Luiz Teatro Municipal a 22 de novembro e a 23 de novembro, no mesmo local é a vez de Maria de Medeiros e The Legendary Tigerman.

Teresa Salgueiro celebra 12 anos de carreira a solo com dois concertos, a 4 de novembro na Casa da Música, no Porto e a 5 de Novembro, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

O novo espectáculo da Teresa Salgueiro é simultaneamente uma celebração dos seus 12 anos de carreira a solo e um apelo a uma tomada de consciência para os exigentes desafios de humanização do mundo actual.

O tema que dá nome à digressão mundial tem como base o poema “Alegria” de José Saramago (in “Provavelmente Alegria”, 1970), musicado por Teresa Salgueiro e que foi estreado ao vivo no México. A ideia era surpreender a jornalista Pilar Del Río, que esteve presente no concerto, e com quem a Teresa mantém uma estreita amizade.

O concerto irá reflectir os últimos 12 anos do seu percurso na música que, desde a saída dos Madredeus em 2007, correspondem precisamente ao período que marca a sua independência enquanto intérprete e produtora e, desde 2012, à sua afirmação enquanto autora da música e palavras que canta, reunidas nos álbuns O Mistério e O Horizonte.

Para além dos novos arranjos para os temas originais, escolheu de discos que gravou anteriormente canções que reflectem a sua admiração pela música popular de diversas épocas e a pluralidade cultural de várias latitudes que tem tido a felicidade de visitar nos seus 32 anos de carreira. São músicas que representam o seu pensamento e visão do mundo e do ser humano como agente de mudança. São temas que ilustram a sua capacidade interpretativa única, a versatilidade do seu instrumento vocal, bem como dos músicos que elegeu para a acompanhar:

Em palco a cantora estará acompanhada de José Peixoto – Guitarra, Fábio Palma – Acordeão, Óscar Torres – Contrabaixo e Rui Lobato – Bateria, percussão e guitarra.

Os bilhetes custam entre os 30 e os 40 euros para o concerto do Porto e entre os 20 e os 50 euros para Lisboa. Estão à venda nos locais habituais.

Os bilhetes estão à venda nos locais habituais.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.