Mexe Invade Porto

A 5ª edição do MEXE – Encontro Internacional de Arte e Comunidade realiza-se entre os dias 13 e 22 de setembro, em 22 salas e espaços públicos do Porto, com uma programação que vai desde o cinema à dança, passando por conversas, palestras, marchas, música, exposições e performance.

Sob o mote “O Comum em Tempos de Confusão”, o Encontro «convoca-nos a questionar as lógicas de vida rígidas normativas que nos são apresentadas como caminhos únicos para os impasses que vivemos enquanto coletivo humano.»

Na forma de warm-up, de 13 a 15 de setembro, o Mexe centra-se no cinema documental, com exibição de sete documentários, na sua maioria em estreia nacional e conversas com realizador, a acontecer no Cinema Trindade, na Associação de Moradores da Lomba e na Casa d´Artes do Bonfim.

Ao longo da semana, o Mexe Praça, no Jardim de São Lázaro, acolhe programação musical diversa, apresentações, a produção de um fanzine, conversas e várias surpresas.

No TeCA, em estreia nacional, as peças Empty the Space, por Kuenda Productions, da Uganda, no dia 19; Synectikos, pelo Colectivo Lisarco, de Espanha, no dia 20 e Isto É Um Negro?, com produção brasileira de EQuem É Gosta?, no dia 21 de setembro.

A FBAUP – Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto acolhe na 3ª edição do Encontro Internacional de Reflexão sobre Práticas Artísticas Comunitárias, nos dias 16, 17 e 18 de setembro, uma organização conjunta entre 9 entidades de ensino superior, portuguesas e estrangeiras, que contará com a participação de mais de 100 investigadores.
«Em momentos de inquietude e desesperança, de que forma se implicam as práticas artísticas na projeção e construção coletiva de novas realidades e novos futuros?»

As propostas passarão também pelo Estação de Comboios de Campanhã, a Estação de São Bento e pela Estação de Metro Trindade, com apresentações do Colectivo Suspeito; pela Biblioteca da Fundação de Serralves; pelo Lavadouro das Fontaínhas; Centro Educativo Santo António a Escadaria da Igreja de Santo Ildefonso, entre vários outros espaços da cidade invicta.

Oficinas, conversas, apresentações de livros e instalações completam o programa do Mexe – Encontro Internacional de Arte e Comunidade.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.