Memórias de Marnie e Amélia & Duarte São os Vencedores da Monstra 2016

monstra1O filme japonês Memórias de Marnie, a mais recente produção do estúdio japonês Ghibli, realizado por Hiromasa Yonebayashi, foi o vencedor do Grande Prémio Monstra – Festival de Animação de Lisboa que terminou no fim-de-semana. 

Segundo as palavras do júri, “este filme mostra-nos a natureza dos laços humanos, com um uso inteligente do tempo, um ritmo da natureza que nos conduz para  a harmonia.”

Na competição portuguesa, a curta-metragem Amélia & Duarte, de Alice Guimarães e Mónica Santos, foi premiada com o Melhor Filme Português – Prémio SPA | Vasco Granja.

115012Nesta estória somos guiados através do relacionamento das duas personagens que se separaram e tentam lidar com os sentimentos do final de uma relação. A curta-metragem é feita em pixilação e stop-motion sob uma ambiência Technicolor da década de 50, retratando não só o surrealismo das ações dos protagonistas, mas também proporcionando uma impressão cromática irónica sobre o fim do amor. O filme, já premiado em vários festivais em Portugal e no estrangeiro, tem sido dos mais destacados no panorama da animação nacional recente.

Estilhaços, o mais recente filme de José Miguel Ribeiro, que teve a sua estreia mundial na Monstra, foi premiado com o Prémio do Público da competição portuguesa e Melhor Curta-Metragem Portuguesa na secção curtas-metragens.

Ainda na secção de curtas-metragens, Sunday Lunch da francesa Céline Devaux recebeu o Grande Prémio Monstra Curta. Segundo o júri da competição, o filme foi premiado ”pelo uso criativo de metáforas visuais num ritmo perfeito como mecanismo narrativo. Pelo uso cuidado da linguagem fílmica, imagem, som e voice-over como elementos independentes. O filme eleva uma situação banal com humor, enquanto revela as relações pessoais de uma família normal.”

Na categoria de Curtíssimas, dedicada a filmes com menos de dois minutos, os vencedores foram os filmes FRRT FRTT FRT FRRTT, de Aude Bario e Barbara Meuli, para Melhor Curtíssima Portuguesa e By The Name of Boston, de  Grant Kolton (EUA), para Melhor Curtíssima Internacional.

Na Competição de Estudantes – Meada, de Linnea Lidegran, foi considerada a Melhor Curta de Estudantes Portuguesa e Edmond, de Nina Gantz (Reino Unido), a Melhor Curta de Estudantes.

O Grande Prémio Monstrinha foi para a curta-metragem The Story Of Percival Pilts, de Jeanette Goodey e John Lewis, (Austrália).

Ainda nas longas-metragens, Rapaz Fantasma, de Alan Gagnol e Jean-Loup Felicioli (França) foi galardoado com o  Melhor Filme para a Infância e Juventude; Abril e o Mundo Extraordinário, de Christian Demares, Franck Ekinci (França) com o Prémio do Público e Melhor Banda Sonora; e A Pequena da Peixaria, de Jan Balej (República Checa, Eslováquia, Alemanha) o Prémio Especial do Júri.

A 15ª edição do Festival Monstra decorreu entre 3 e 13 de março. Os filmes vencedores podem ser vistos hoje, 16 de março, no Cinema Ideal.

Texto C&H

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.