Mafra candidata a Património Mundial da UNESCO

O Palácio, Convento e Tapada Nacional de Mafra vão ser candidatos a Património Mundial da Unesco, tendo sido a sua candidatura anunciada  recentemente, e cujo respectivo dossier vai ser elaborado durante o próximo ano, por uma equipa de especialistas.

A comissão de candidatura é composta por representantes das várias entidades com responsabilidades na gestão do conjunto formado pelo Palácio, Convento e Tapada Nacional de Mafra, como os ministérios da Cultura, Defesa Nacional e da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, o Patriarcado de Lisboa e a Associação Turismo de Lisboa, para além da Câmara de Mafra.

Esta candidatura tem como objectivos, além da recuperação e divulgação deste património, projectar a visibilidade internacional da riqueza e da diversidade da oferta turística local e regional.

O conjunto do Palácio, Convento e Tapada de Mafra foi mandado construir em em 1717 por D. João V, com o ouro proveniente do Brasil, foi concluído em 1750 e é considerado um dos expoentes máximos da Arte Barroca em Portugal.

Mais recentemente, este monumento ficou famoso internacionalmemte pela obra O Memorial do Convento, de José Saramago.

Se a candidatura for aceite, a região de Mafra junta-se assim à Vila de Sintra,  na lista dos Monumentos e Sítios Património da Humanidade protegidos da UNESCO, nesta zona geográfica.

Por Elsa Furtado
Foto do site do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE)

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.