MAAT Apresenta Exposição De Vasco Araújo Com Performance Inédita

O MAAT apresenta uma nova exposição do artista Vasco Araújo, com uma performance inédita, que combina uma travessia de barco pelo Tejo, a partir da Estação Fluvial de Belém, com uma marcha pacífica em que se cantará o Coro dos Escravos da ópera “Nabucco” de Verdi.

Intitulada “Libertas – Da Condição de Pessoa Livre”, a performance questiona a ideia de liberdade do ser humano, de quem tem a liberdade de falar, e das fronteiras que existem constantemente entre sociedades, classes, grupos e indivíduos. Faz parte da exposição Momento à Parte.

Vasco Araújo lançou um open call público a todas as pessoas interessadas, que residam ou não em Lisboa e arredores, às quais propõe uma performance onde cada um venha juntar-se ao grupo e cantar o “Coro dos Escravos” da ópera “Nabucco”, de Verdi, na sua versão original, em italiano. Este conhecido trecho musical constitui até hoje um dos hinos contra a opressão, visto que na Lombardia, em 1842, província italiana do império austro-húngaro, aspirava à liberdade.

O grupo irá desembarcar em Belém e realizar o percurso a pé até ao MAAT, numa marcha de protesto, pacífica, a cantar. Cada participante terá de ir vestido totalmente de branco, com as suas próprias roupas.

A performance está marcada para dia 4 de junho, às 19h00.

O MAAT está aberto de quarta a segunda-feira (encerra à terças-feiras), das 11h00 às 19h00.

O bilhete de entrada na Central Tejo ou no MAAT é de 5 euros, sendo 9 euros o bilhete para entrada nos dois espaços, e podem ser adquiridos no local.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.