LU.CA Apresenta Peça Árvore Branca Para Os Mais Pequenos

De 7 a 16 fevereiro o LU.CA – Teatro Luís de Camões, em Belém, apresenta a peça A Árvore Branca, uma produção da Plataforma285.

Era uma vez uma nuvem verde, uma árvore branca e uma aldeia vermelha de espanto.

Era uma vez uma nuvem verde, uma árvore branca e uma aldeia vermelha de espanto. Que paisagem tão desarrumada! Terão a árvore e a nuvem trocado de lugar? Vamos investigar… Inspirado no livro TROCA-TINTAS do ilustrador Gonçalo Viana, A Árvore Branca é um espetáculo sobre felicidades desarrumadas e cores desalinhadas, para pormos os pontos nos ós.

A peça conta com interpretação de Raimundo Cosme, cenografia de Gonçalo Viana e figurinos de Mariana Sá Nogueira.

As sessões para o público em geral estão marcadas para os dias 8 e 15 de fevereiro, às 16h30, e 9 e 16 de fevereiro, às 11h30 e 16h30; sessões com LGP a 14 de fevereiro às 10h30 e 15 de fevereiro às 16h30; e uma Sessão descontraída a 16 de fevereiro, às 11h30. A peça tem a duração de 30 minutos.

Os bilhetes estão à venda no local e custam 3 euros para maiores de 3 anos, e 7 euros para maiores de 18 anos.

Como complemento, o LU.CA apresenta no entrepiso a mostra Ora Bolas!, com ilustrações de Gonçalo Viana, entre 5 e 16 de fevereiro.

Criamos assim um universo de muitas cores desarrumadas e desalinhadas que vem desafiar a tolerância e a convivência entre diferentes mundos.

Gonçalo Viana formou-se em arquitetura e dedicou-se em exclusivo à ilustração após uma longa vivência em Londres. Tem publicado os seus álbuns em Portugal e no estrangeiro e colabora regularmente com a imprensa. O seu trabalho tem sido selecionado para várias exposições e premiado internacionalmente. Há em Gonçalo Viana uma capacidade singular para desconstruir realidades complexas com humor e poesia visual.

A exposição pode ser vista de terça a sexta, das 10h00 às 13h00, e das 14h00 às 18h00; e aos sábados e domingos, das 11h00 às 13h00, e das 14h00 às 19h00.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.