LisbonWeek Anima Lumiar De 25 De Março A 2 De Abril

O LisbonWeek, evento cultural e turístico de Lisboa, está de regresso à Capital, desta feita na sua 4ª edição e vai decorrer no Bairro do Lumiar, de 25 de março a 2 de abril.

O programa de visitas já está definido e inclui visitas guiadas pela mão do Professor José Sarmento de Matos, que planifica as visitas desde a 1ª edição. Nesta iniciativa está incluída a possibilidade de visitar o Palácio Angeja-Palmela no Lumiar, uma passagem pelo interior dos edifícios que hoje albergam o Museu Nacional do Traje e o Museu Nacional do Teatro e da Dança e o Parque Botânico Monteiro-Mor, com 11 hectares e com mais de 250 espécies botânicas. Este programa estará disponível de terça a sexta-feira, sábado e domingo, e tem uma duração de 2 horas e um custo de 7 euros.

“Igrejas e Conventos” é outra forma de conhecer melhor esta zona de Lisboa, serão visitados edifícios de cariz religioso, desde igrejas de origem medieval a igrejas contemporâneas, passando por um mosteiro numa antiga quinta ou ainda uma igreja atualmente inserida no interior de um colégio. Este programa estará disponível de segunda a sexta-feira e tem um custo de 10 euros.

E ainda o programa “Quintas do Lumiar”, pois se fosse possível recuar apenas um século encontraríamos nesta freguesia uma das zonas mais bucólicas da cidade. Desse tempo perduram até hoje quintas como a Quinta das Conchas, Quinta dos Azulejos ou a Quinta de Nossa Senhora do Carmo, situadas ao longo de alguns dos principais eixos de circulação, entre eles a Alameda das Linhas de Torres ou o Paço do Lumiar. Esta visita funcionará de segunda a sexta-feira, sábado e domingo e tem um custo de 10 euros.

Mas existem mais opções culturais para explorar, como o Circuito de Arte urbana em que o LisbonWeek colocará o Lumiar na rota de arte pública da cidade com intervenções que ficarão de forma permanente nas ruas do bairro. Aos fins-de semana os visitantes podem conhecer mais sobre as obras de Sofia Pidwell, Vhils, Vanessa Teodoro ou Ricardo Guerreiro, entre outros artistas que integram este circuito, tudo durante 2horas, num passeio de autocarro do Lumiar a Telheiras. Esta iniciativa estará disponível ao sábado e domingo e tem um custo 10 euros.

Ou para quem prefere outro género de iniciativa, “Uma Pausa no Jardim”, uma oportunidade para conhecer melhor uma realidade mais esquecida, através de uma caminhada guiada no Parque Botânico Monteiro-Mor. Estes passeios meditativos vão estar disponíveis de terça sexta feira, sábado e domingo, tem uma duração aproximada de 2 horas e custa 7 euros.

Ou então o Cinema, porque o estúdio da Tobis volta abrir as portas para projetar as versões originais de A Canção de Lisboa e de O Leão da Estrela. Nesta edição a Lisbon Week apresenta dois ciclos cinema. As Cartas da Guerra (Ivo M. Ferreira) e Singularidades de uma Rapariga Loira (Manuel de Oliveira) são alguns dos filmes que integram a programação. O passe te um custo de 10 euros com direito a 7 sessões ou 3 euros por sessão.

Mas existem mais programas para viver e redescobrir o Lumiar durante este período como a Celebração Hindu. O maior templo Hindu da Península Ibérica, o Templo Radha Krishna, está no Lumiar e no fim de semana de 1 e 2 de abril a Comunidade Hindu irá levar os participantes numa viagem ao universo indiano propondo workshops de dança, yoga, chai ou gastronomia.

A Arquitetura e o urbanismo vão estar em debate numa conferência presidida pelo Arquiteto Manuel Salgado, que abordará o projeto da Musgueira e Alta de Lisboa, bem como o plano de urbanização de Telheiras dos anos 70. Esta conferência realiza-se no dia 29 de março, no Jardim de Inverno da Quinta dos Lilases e tem entrada gratuita mediante reserva.

Ou ainda os Serões Musicais, a partir de quinta-feira, 30 de março, no Salão Nobre da Junta de Freguesia que inclui uma vasta programação que vai do fado, ao jazz.

Uma exposição de fotografia, onde se lança um novo olhar sobre os aspetos que definem a essência de uma cidade. Os fotógrafos Carlos Ramos, Rui Aguiar, e Luís Mileu apresentam retratos de pessoas refletindo a diversidade. A partir de 25 de março na Galeria do Palácio da Quinta das Conchas.

A Arte Pública no Parque das Conchas, que apresentará o resultado final do Projeto Educativo do LisbonWeek e que envolveu mais de 2000 crianças das escolas e colégios desta freguesia e onde cada escola envolvida irá assim criar uma letra com materiais de plásticos, dando origem à frase “Salva os Oceanos”, ficando esta obra em exposição durante todo o evento.

Haverá ainda exposições dedicadas ao Traje subordinadas aos temas Entre-acto modernista: “O Teatro e a Dança” na obra de António Soares a partir de 28 de março; “Vestir Hoje o Teatro e a Dança – Novos Criadores Portugueses nos Palcos de Lisboa”, de 25 de março a 1 de maio; “Peças em Peças | Do figurar ao Trajar” até 30 de maio.

Para quem quiser acompanhar de perto a Lisbon Week deste ano estará disponível o Passaporte LisbonWeek, no valor de 25 euros, que inclui três visitas guiadas – Palácios do Lumiar, Igrejas e Conventos e Quintas do Lumiar” – e uma quarta experiência à escolha: um circuito de arte urbana, um passeio meditativo ou um passe para um ciclo de cinema com sete sessões.

A partir do dia 15 de fevereiro,será lançada online uma pré-venda limitada de bilhetes para a 4a edição do evento.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.