Leitura encenada de Tennessee Williams no D.Maria II com entrada livre

Estados Unidos, anos 40. Época da Grande Depressão. Tom Wingfield aspira ser poeta mas o seu ganha pão é num armazém de sapatos. Tom sustenta a mãe, Amanda, uma mulher incapaz de acatar a realidade que vive num mundo ilusório e ainda a irmã mais nova, Laura que na infância sofreu uma doença que a conduziu à deficiência.

A rapariga tem uma perna mais curta que a outra e sobrevive com uma prótese. Colecciona cristais e sobrevive imersa no seu pequeno mundo enquanto a mãe a tenta integrar numa sociedade aparentemente desintegrada. Este é o tema de partida para a peça Jardim Zoológico de Cristal, um dos textos mais intensos do dramaturgo norte-americano Tennessee Williams.

O quotidiano desta família colorido apenas pela presença constante do jovem Jim O’Connor e a interacção entre todos é transportada esta terça-feira, dia 8, para o palco do Salão Nobre do Teatro Nacional D.Maria II, na baixa lisboeta, numa sessão das Leituras Encenadas que o Teatro tem vindo a promover.

Adaptada várias vezes em Portugal, desta feita a peça que arranca às 19h00 e tem entrada livre é coordenada por José Neves e interpretada por Paula Mora e por três alunos da Escola Superior de Teatro e Cinema: Maria Jorge Marques, Miguel Nunes e Jorge Albuquerque.

Por Sofia Rato
Foto de Tiago Mansilha gentilmente cedida pelo Teatro Nacional D. Maria II

 

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.