Junho é o Mês dos Bebés na Fábrica das Artes no Centro Cultural de Belém

Quarto dos Miúdos © Rune BerganA Fábrica das Artes, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, dedica o mês de junho aos bebés, apresentando três propostas ligadas às artes para crianças até aos cinco anos.

Quarto dos Miúdos, pela Companhia norueguesa Dybwikdans é uma mini peça de dança e teatro com a duração de vinte minutos criada pela coreógrafa Siri Dybwik e direcionada para os mais pequeninos até aos três anos de idade.

Quarto dos Miúdos acontece numa tenda onde as crianças e os seus pais se envolvem numa brincadeira sem palavras, em que objetos, sons e figurinos deslumbrantes são o estímulo para uma experiência verdadeiramente mágica.

O espetáculo vai  estar em cena entre 4 e 7 de junho, todas as manhãs e com várias sessões: às 10h00, 10h30, 11h00, 12h00, 12h30 e 13h00.

Os bilhetes custam 2 euros durante a semana, e 2,50 euros ao fim de semana.

Truz, Truz… Deixa-me Entrar!, peça de teatro com interpretação de Ana Beatriz Degues e Patrícia Vieira, está direcionada para crianças a partir dos doze meses e até aos cinco anos e tem a duração de cinquenta minutos.

Em Truz, Truz… Deixa-me Entrar! uma cidade de cartão serve como paisagem de fundo para explorarmos e descobrirmos os espaços do nosso tempo, envolvendo-nos numa dança genuína e curiosa. Propomo-nos construir e desconstruir uma cidade, percorrer as suas ruas e descobrir que estas casas de cartão se podem transformar em muitas outras coisas.

Esta peça estará em cena de 9 a 12 de junho e de 16 a 19 de junho, às 10h00 e nos dias 13, 14, 20 e 21 de junho às 11h00.

NanaNana © João PeixotoPor último, Nana Nana – Poema Vocal com Novelos de Lã é um espetáculo sensorial com Fernando Mota e Carla Galvão e está direcionado para crianças até aos cinco anos de idade, e tem a duração de vinte minutos.

Rodeados por novelos-estalactites de lã, habitaremos esta tenda-universo onde socas de madeira se transformam em instrumentos musicais, espanta-espíritos afugentam o papão em cima do telhado e um comboio de madeira cruza linhas, novelos e meadas. Dois cantores envolvem-nos num poema sonoro e visual, numa viagem onírica ao mundo mágico de primeira infância.

Nana Nana – Poema Vocal com Novelos de Lã está em cena entre 24 e 26 de junho e nos dias 29 e 30 de junho, às 10h00. No fim-de-semana de 27 e 28 de junho terá uma sessão às 11h00.

Os bilhetes custam 3,20 euros durante a semana, e 5,35 euros ao fim de semana.

Os bilhetes estão à venda online e na bilheteira do CCB.

Texto de Joana Resende

 

 

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.