Esconjurações de José de Guimarães em  Exposição na Galeria Millennium Bcp em Lisboa

José de Guimarães
José de Guimarães

Peças que remetem para mitos, rituais e crenças é o primeiro impacto que recebemos da exposição Esconjurações de José de Guimarães, patente na Galeria Millennium bcp, na Rua Augusta, em Lisboa.

A mostra reúne um significativo núcleo de obras do artista, pertencentes à coleção Millennium bcp, realizadas em suportes muito distintos: tapeçarias, esculturas, peças com luz, entre outras.

Há um conjunto de tapeçarias de Portalegre de, grandes dimensões, alusivas ao poeta Camões que, pela primeira vez, poderão ser vistas pelo público em geral. São ainda expostas obras de luz, com néon e LED, de vários períodos do percurso do autor. Encontram-se caixas-relicário que dialogam com peças da coleção de arte africana de José de Guimarães.

No âmbito deste projeto são ainda lançados dois livros com a chancela da editora Documenta. O primeiro, com título homónimo, documenta a exposição. O segundo, intitulado “P (de Pop, Pintura e Poster)”, é um ensaio sobre o segmento inicial do trabalho de José de Guimarães, realizado entre 1963 e 1976,  pouco conhecido e em alguns casos inédito. Esse trabalho está sintonizado com a linguagem da arte pop europeia, mantendo fortes ligações à estética do poster e do desenho gráfico.

[satellite post_id= auto=on caption=off thumbs=on]

 

Esconjurações pode ser vista até ao dia 20 de abril na Galeria Millennium bcp, no nº 96 da Rua Augusta, em Lisboa, de segunda-feira a sábado, das 10h00 às 18h00. Encerra aos domingos e feriados. A entrada é livre.

Reportagem de Tânia Fernandes e António Silva

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.