João Luís Barreto Guimarães Distinguido Com O Prémio Literário Armando Da Silva Carvalho

O prémio Literário Armando da Silva Carvalho, instituído pelo Município de Óbidos, foi atribuído ao autor de Nómada, José Luís Barreto Guimarães.

O Prémio Literário Armando da Silva Carvalho destina-se a premiar uma obra de poesia, escrita em língua portuguesa, cuja primeira edição tenha sido publicada em qualquer país da lusofonia.

João Luís Barreto Guimarães nasceu no Porto, Portugal, a 3 de junho de 1967. Divide o seu tempo entre Leça da Palmeira e Venade. Escreveu 11 livros de poesia, os primeiros sete reunidos em Poesia Reunida (Quetzal, 2011), ao qual se seguiram Você está Aqui (Quetzal, 2013), traduzido em Itália, Mediterrâneo (Quetzal, 2016), que recebeu o Prémio Nacional de Poesia António Ramos Rosa e foi editado em Espanha, Itália, França e Polónia, e Nómada (Quetzal, 2018), ao qual foi atribuído o Prémio Livro de Poesia do Ano Bertrand, também editado em Itália. Em 2019 publicou na Quetzal a antologia O Tempo Avança por Sílabas, obra igualmente publicada na Croácia, à qual se seguiu Movimento (Quetzal, 2020). As edições italianas de Mediterrâneo e Nómada foram finalistas do Premio Internazionale Camaiore em 2019 e 2020, respetivamente.

A cerimónia de entrega do prémio está prevista para a próxima edição do FOLIO – Festival Literário Internacional de Óbidos, cuja data será atempadamente anunciada.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.