Jardins do Palácio de Belém e Museu da Presidência da República celebram o 5 de Outubro

5_outubro_palacio_belemOs Jardins do Palácio de Belém e o Museu da Presidência da República voltam a abrir as portas para as celebrações do 5 de outubro.

Como vem sendo hábito, o dia que assinala da implantação da República será recheado de iniciativas com entrada livre, este ano organizadas em parceria com A Música Portuguesa a Gostar dela Própria.

Entre as 10h00 e as 19h00, passarão pelos jardins do palácio vários agrupamentos de música popular portuguesa como as Adufeiras de Monsanto, havendo aí lugar para, por exemplo, o cante alentejano. Do programa fazem ainda parte uma mostra de instrumentos tradicionais e um concerto de encerramento, que celebrará o fado pela voz de Gisela João, às 18h30.

O Museu da Presidência da República, recebe vários vídeos realizados pelo projeto A Música Portuguesa a Gostar dela Própria, que mostram um pouco das raízes musicais de diversas regiões do continente e das ilhas. A mostra inclui ainda objetos de arte popular ligados ao tema da música.

Outra das iniciativas promovidas pelo Museu vai ser a recriação da revolução de 5 de outubro no Twitter, através do relato da personagem ficcionada da época – o jornalista António Firmino, que vai narrar a revolução na primeira pessoa, em curtos tweets.

“O jornalista António Firmino nasceu em 1887, em Alcântara, bairro lisboeta que conhece como a palma das suas mãos: das fábricas de sabão e de louça – onde sempre viu os pais trabalharem – aos becos que lhe acolheram as brincadeiras de gaiato. Foi no seu bairro que ouviu pela primeira vez a palavra República, que nunca mais lhe saiu da cabeça. Homem de sentidos apurados, nos primeiros dias de Outubro de 1910 captou em Alcântara os sussurros da Revolução…”

Texto de Alexandra Gil

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.