IX Festival Internacional de Solos de Dança Contemporânea na Malaposta

SolosDancaContemporanea-19A dança contemporânea vai estar em destaque este fim de semana no Centro Cultural Malaposta com o IX Festival Internacional de Solos de Dança. A programação do festival apresenta, nesta edição, duas propostas: solos que já andam em circulação e novas criações de bailarinos e coreógrafos emergentes.

O Festival começou ontem com a apresentação de “Rien N’y Pousse. Tout S’y Efface” por Youri De Gussem e “Nothing is ever finished” de Anna Fransen. Hoje, é a vez de Sofia Diogo Freire com “Produto em bruto”, Chloé Longueville “All about my hair”, Kim Hoogterp com “P.S.” (uma continuação do solo de 2013 “Rogmanrolls”) e Ilaria Quaglia com “Metamorfose do início”.
Na sexta feira, dia 19, oportunidade para ver Claire Lamonthe “Return the jacket” (do ditado francês “devolver o casaco”), Eddy Becquart “Only noite” (em torno de Pessoa) e  Miguel Santos com “Quase Mágico”.
No último dia do festival, conte com André De Campos e “Cellar”, Francesca Chiodi Latini com “Primari”, Filipe Baracho  com “Como um buraco no espaço” e Filipe Baptista em «Between a rock and a hard place”.

O festival foi criado em 2006 numa parceria entre o Centro Cultural Malaposta e a Associação Ilú. Trata-se evento não competitivo que tem como principal objetivo divulgar o trabalho de bailarinos e jovens coreógrafos nacionais e internacionais, tendo o solo como forma de apresentação. Visa criar um ponto de encontro entre o público e os artistas como também um evento de intercâmbio, conhecimento e pesquisa entre bailarinos, coreógrafos e público em geral.

 

This slideshow requires JavaScript.

O IX Festival Internacional de Solos de Dança tem lugar no teatro da Malaposta entre 17 e 20 de setembro, com início às 21h30. Os bilhetes custam 12,50 (sujeito a descontos).

Fotografias de Sara Santos e Texto de Tânia Fernandes

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.