Isabel Allende Surpreende-nos Com Violeta

Neste Dia Internacional da Mulher – 8 de Março de 2022, destacamos um livro sobre uma mulher e escrito por uma conceituada autora, a chilena Isabel Allende – Violeta, editado em Portugal pela Porto Editora.

Lançado entre nós a 25 de janeiro passado, Violeta foi inspirado na vida da mãe da escritora, pretendendo ser uma homenagem a ela, e muito mais, (embora a autora tenha confessado que a estória depois ganhou vida e outro rumo, tal como a protagonista e foi mais longe do que o pensado inicialmente), e conta a estória da protagonista ao longo de uma vida, num país da América Latina, abrangendo 100 anos de vida e história, entre a pandemia da Gripe Espanhola em 1920 e a COVID19.

Violeta del Valle é a primeira rapariga numa família de cinco irmãos truculentos. Nasce num dia de tempestade, em 1920, quando ainda se sentem os efeitos devastadores da Grande Guerra e a gripe espanhola chega ao seu país natal, na América do Sul.
Graças à ação determinada do pai, a família sairá incólume desta crise, apenas para ter de enfrentar uma outra: a Grande Depressão. A elegante vida urbana que Violeta conhecia até então muda drasticamente. Os Del Valle são forçados a viver numa região selvagem e remota, onde Violeta atinge a maioridade e viverá o primeiro amor.
Décadas depois, numa longa carta dirigida ao seu companheiro espiritual, o mais profundo amor da sua longa existência, Violeta relembra desgostos amorosos e apaixonadas relações, momentos de pobreza e de prosperidade, perdas terríveis e alegrias imensas. A sua vida será moldada por alguns dos momentos mais importantes da História: a luta pelos direitos da mulher, a ascensão e queda de tiranos, os ecos longínquos da Segunda Guerra Mundial.
Contado a partir do olhar de uma mulher determinada, de paixões intensas, com uma vida plena de sobressaltos, Violeta é um romance épico, inspirador e emotivo, ao melhor estilo de Isabel Allende.

O livro assinala também os 40 anos de vida literária da autora chilena e os seus 80 anos de vida.

Escrito no estilo cativante e envolvente a que Allende nos habituou, este romance épico é o livro ideal para ler num dia como o de hoje, em que se homenageiam as mulheres no mundo inteiro.

Violeta tem 360 páginas, conta com o selo da Porto Editora e tem um preço de venda ao público de 18,80 euros.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.