Histórias E Lendas De Lisboa Em Novo Espetáculo De Videomapping Nas Ruínas Do Carmo

Reportagem de Tânia Fernandes e António Silva

Lisbon Legends

A História de Lisboa, contada através das suas colinas, por personagens ligadas a elas. Lisbon Legends é o nome do mais recente espetáculo multimédia com assinatura do Atelier OCubo que pode ser visto, sempre depois das 21h30, nas Ruínas do Convento do Carmo, até ao dia 20 de julho.

Já não é a primeira vez que a equipa de Ocuba usa o cenário único do monumento da Capital para nos dar uma lição de História. Mas como nos explica Nuno Maya, o diretor criativo, Lisbon Legends foi um bocadinho a ideia de ir aos diferentes espaços de Lisboa, ao contrário do Lisbon Under Stars que era um projeto que falava das grandes coisas que aconteceram em Lisboa como o terramoto ou os descobrimentos”. Em Lisbon Legends deixaram a cronologia de parte e focaram-se na geografia. “É como se fossemos por Lisboa, pelas sete colinas. Cada colina é uma caixinha de memórias que, ao abrir, revela um personagem histórico.” acrescenta. Cada personagem está relacionado com essa colina e é através dele que vamos descobrir lendas e histórias desse espaço.

No total, são nove os personagens que entram nesta aventura. A apresentação é feita por Fernando Pessoa (Pedro Lamares), que explica como se formou a cidade e pelo seu heterónimo, Alexander Search, que é um corvo – representa também Lisboa e dá ao projeto o caráter bilingue (conta a história em inglês). Assumem ainda o papel de figuras históricas atrizes como Maria Botelho Moniz e Marina Albuquerque, e os atores Ricardo Carriço, Joaquim Horta, Pedro Laginha, Diogo Mesquita, Carlos Vieira de Almeida e André Gago. Nas projeções, vai poder, por exemplo, assistir ao episódio da morte de Martim Moniz, ouvir a fadista Severa ou conhecer os projetos de Marquês de Pombal.

A Produção em Tempos de Pandemia

De acordo com Nuno Maya este projeto envolveu “um trabalho de pesquisa profundo, trabalhámos também com a Célia Pereira, conservadora do Museu Arqueológico do Carmo. No atelier OCubo tivemos três pessoas a fazer uma pesquisa e tínhamos muito mais histórias do que as que contamos aqui!”. Conseguiram chegar a um resultado equilibrado, com uma boa componente de dados históricos e culturais de interesse para miúdos e graúdos.

Lisbon Legends era para ter inaugurado o ano passado, no entanto a pandemia obrigou-os a parar a produção. Conta-nos Nuno Maya que, “a 13 março do ano passado era o primeiro dia de filmagens. Precisamente quando estava tudo alerta, a tentar perceber o que é que se estava a passar com o covid”. Logo a seguir foi decretado o confinamento e ainda conseguiram concluir as filmagens “Nós fizemos cinco dias de filmagens: três antes do confinamento e dois depois, num ambiente super estranho. Estavamos todos com medo, com o que estava a acontecer, mas ao mesmo tempo queríamos acabar o trabalho. Os atores foram espetaculares. Comprometeram-se logo a vir trabalhar na mesma. Fizemos esse esforço de ficar com as filmagens feitas, guardadas, e só no início deste ano é que retomámos o trabalho de produção”.

Nuno Maya – diretor criativo Lisbon Legends

Um novo confinamento voltou a marcar o projeto. No entanto, desta vez, como nos explica Nuno, “organizámo-nos para continuar a trabalhar a partir de casa. Tivemos todos separados pelas colinas de Lisboa, mas conseguimos concluir um espetáculo que estamos agora a apresentar. Foi um processo estranho, porque trabalhamos com Gigas de informação e andávamos com o que chamamos de “pombos correio” pelas colinas, que são os discos rígidos, para poder passar material entre equipas”.

Lisbon Legends é uma viagem imersiva pelas histórias e lendas das sete colinas de Lisboa. Transforma a arquitetura das ruínas da Igreja do Convento do Carmo numa tela tridimensional onde se combinam projeções 360º e múltiplos efeitos visuais, acompanhados pela música original assinada por Noiserv. Pode ser vista até 20 de julho de 2021, às 21h30, de segunda a terça-feira e de quinta-feira a sábado.

À quarta-feira, haverá ainda uma sessão dedicada à reposição de Lisbon Unders Stars. Tendo em conta as diretivas da Direção-Geral da Saúde para salvaguarda do público e dos profissionais, há um conjunto de regras que se cumprem de forma rigorosa no espaço. A lotação é de 200 lugares fixos que respeitam a distância regulamentar de dois metros.

Os bilhetes encontram-se à venda nos locais habituais e custam entre 11 e os 16 euros. O espetáculo é gratuito até aos 3 anos de idade.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.