Hello, Robot! Uma Exposição Para Miúdos E Graúdos No MAAT

Por Elsa Furtado (Texto e Fotos)

Gundam e Zaku são os dois robôs que dão as boas vindas aos visitantes na exposição Hello, Robot!, inaugurada recentemente na Central Tejo – MAAT, em Lisboa.

Protagonistas da série de anime Mobile Suit Gundam, da autoria de Yoshiyuki Tomino e exibido 1979, estes dois robôs são duas das peças principais da primeira sala da mostra patente atualmente na Central 1, e que conta com cerca de 200 peças, entre robôs, computadores, consolas (com destaque para uma Nintendo dos anos 80), artigos eletrónicos, peças de design, entre outras peças que marcam o mundo da robótica.

A exposição está dividida em quatro fases, sendo que “a primeira delineia o fascínio que sempre exerceram sobre as pessoas, e explora a forma como a cultura popular tem moldado a nossa percepção dos robôs”, aqui podemos ver e até interagir com vídeojogos, robôs, brinquedos, posters de cinemas e drones. É nesta sala que encontramos o famoso R2D2 de Star Wars, Gundam e Zaku, um Starship delivery robot e até um drone, e podemos jogar um jogo numa velhinha Nintendo.

Já a segunda secção mostra os robôs no mundo da indústria e do trabalho; já na terceira parte encontramos os robôs “amigos” e “ajudantes” do dia a dia, desde o entretenimento aos utilitários, como é o caso do Leka (um robô brinquedo), o Musio- um robô para crianças, o Frebble ou até um Tamagoshi.

Para o fim ficou a última geração de robôs, onde às vezes as suas características os tornam quase humanos. É nesta secção que se coloca a questão: “Será que a robótica contribui para melhorar o nosso mundo?”

Para além desta questão, o visitante é confrontado com outras questões ao longo da visita, num total de 14, que levantam questões éticas, de ordem deontológica, e até sociais e políticas, levando-nos também a pensar e a refletir quanto ao futuro e evolução do papel dos robôs e das máquinas na nossa vida. Uma exposição muito interessante e interativa, quer para crianças como para adultos.

Hello, Robot! conta com curadoria de Amelie Klein, Thomas Geisler, Marlies Wirthfredo de Smet, e pode ser vista na Central 1, da Central Tejo – MAAT, até 22 de abril de 2019, das 11h00 às 19h00, de quarta a segunda-feira.

Os bilhetes podem ser adquiridos no local e custam 5 euros a partir dos 18 anos, e 2,50 euros para estudantes e séniores.

O programa da exposição inclui ainda uma oficina de artes plásticas e robótica, para realizar com os simpáticos robôs chamados Dash e Dot. As duas personagens desafiam os mais pequenos a criar programas simples para que estes robôs executem tarefas imaginadas pelos jovens visitantes e que permitem também, entre outras coisas, transformar o Dash e o Dot num carro, barco ou até num submarino!

A primeira oficina tem lugar sábado, dia 2, às 15h00, e é para crianças dos 7 aos 10 anos, e tem 2h30 de duração. A inscrição custa 7 euros e pode ser feita com o Serviço Educativo do Museu.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.