Happy Holi – De DJs e pós coloridos se faz um Festival

Happy HoliReportagem de Tânia Fernandes

Pós coloridos e Dj sets levaram milhares de jovens ontem, ao recinto do Festival Happy Holi, na Cidade Universitária em Lisboa. Numa espécie de ritual tribal urbano, dançaram, pularam e aqui fizeram a sua grande festa de despedida das férias do verão.

Nesta segunda edição em Lisboa (a primeira foi em 2013), a lotação esgotou, prova de que os DJ’s nacionais são as estrelas desta geração. Ao palco subiram, DJ Spinderella, FunkYou2, The Fucking Bastards, Diego Miranda, Pedro Cazanova e Tom Enzy.

A animação atinge a loucura, a cada 45 minutos, com as Color Blast, em que, depois de uma contagem decrescente conjunta, todos atiram o pó colorido para o ar, espalhando as boas energias.

A cada Dj cabe a tarefa de animar o público e pô-lo a vibrar ainda mais. The Fuking Bastards aproveitaram para presentar alguns dos mais ágeis com t-shirts e porta-chaves, sem nunca esquecer a “pose sexy”. Diego Miranda, um dos mais internacionais Djs (com presença no Top 100 da DJ Mag), aproveitou o cenário para filmar o seu próximo videoclip que se adivinha, chegará carregadinho de cor.

This slideshow requires JavaScript.

 

Inspirado no Holi Festival das Cores, realizado na Índia com o intuito de celebrar a transição do inverno para a primavera e o hinduísmo o Happy Holi revelou-se um grande sucesso em Portugal, com a experiência a ser alargada a outros países. Na agenda, está já marcada a passagem por várias cidades no Brasil: Maceió (27 setembro), Aracaju (28 setembro), Brasília (18 outubro),  Recife (19 outubro), Teresina (16 novembro), Curitiba (22 novembro), Salvador (23 novembro), Belo Horizonte (29 novembro), Ribeirão Preto (30 novembro), Florianópolis (07 dezembro) e Porto Alegre (14 Dezembro).

 

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.