Há Dinossauros à Solta no Pavilhão de Portugal

Reportagem de Susana Sena Lopes
Fotos de Planeta Dinossauro e Susana Sena Lopes

dinos1

A emoção começa ainda cá fora, quando nos aproximamos da réplica do T-Rex exposto debaixo da pala do Pavilhão de Portugal,  atraindo os curiosos e deixando  antever o que se pode encontrar lá dentro.  As gigantescas pegadas vão-nos guiando até à entrada daquela que promete ser a viagem no tempo mais inesquecível para os amantes desta espécie que habitou a Terra há 65 milhões de anos: Planeta Dinossauro, uma completa e interativa mostra do Jurássico.

São 2500m2 quadrados para percorrer com “muita garra” e com todos os sentidos bem apurados, porque há muito para ver, ouvir, sentir e tocar, e bem de perto!

A entrada é feita pela Galeria dos Fósseis, onde podem ser observados  5 esqueletos  completos em tamanho real , 48 garras, unhas e dentes,  e 30 vestígios fossilizados.

A expetativa aumenta nos visitantes à medida que se inicia o percurso pela Galeria dos Grandes Exemplares, onde estão expostos cerca de 30 dinossauros que muitos reconhecem não só das séries de animação infantil (como o “Comboio dos Dinossauros”) mas também da famosa saga “Parque Jurássico”.

Não é por isso de estranhar que muitos visitantes já saibam na ponta da língua distinguir um Pterodonte de um Triceratops, ou que o Braquiossauro, apesar do seu tamanho com direito a uma sala de exposição só para si, só se alimentava de folhas das árvores ou, ainda, ter como favorito o temível T-Rex.   De facto, os dinossauros são das criaturas que mais fascinam miúdos e graúdos, e apesar de já se encontrarem extintos, podemos durante esta mostra imaginar como seriam se ainda estivessem vivos.

Nova imagem2

Das mais de 30 espécies presentes, 10 são animados e integrados em ambientes realistas como florestas, bosques e desertos, reagem com movimento  e som à presença dos visitantes, fazendo as delícias das crianças, que num misto de espanto, curiosidade e nalguns também de receio, não lhes conseguem ficar indiferentes. Muitas perguntas se fazem ouvir pelas  vozes dos mais pequeninos, valendo aos pais menos informados os displays pedagógicos que acompanham cada seção. Esta é mesmo  uma ótima exposição para ver em família, com a vantagem de ter um conteúdo que se ajusta ao interesse de  filhos com várias idades, uma situação muitas vezes difícil de gerir para alguns pais no que toca à escolha de atividades pedagógicas e de lazer.

A passagem para o verdadeiro mundo dos dinossauros continua  na sala de documentário, com a projeção em videomapping de um documentário sobre este período da Pré-História, acessível a todas as idades. Para os maiores de 4 anos, desde que acompanhados por um adulto, há ainda um Cinema 5D, que transporta os visitantes numa alucinante e multissensorial descida aos confins do Jurássico.

Antes de terminar esta viagem, tempo ainda para as crianças se tornarem verdadeiros paleontólogos, no Ateliê de Paleontologia onde podem imaginar que são verdadeiros exploradores destas criaturas fantásticas, escavar e procurar vestígios,  fósseis, pintar e desenhar, com direito a Diploma de participação no final.

Planeta Dinossauro é uma iniciativa patrocinada pelo Montepio, que pode ser vista no Pavilhão de Portugal até 18 de maio. O horário é de terça a quinta-feira, das 10h00 às 18h00, e de sexta-feira a domingo das 10h00 às 20h00. O preço dos bilhetes é de 7 euros (crianças) e de 9 euros (adulto). As crianças até aos 3 anos têm entrada gratuita e há ainda  a possibilidade de adquirir um bilhete família (2 adultos e duas crianças) por 25 euros.

 

 

 

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.