Gradiva Publicou Máquinas Como Eu

Com lançamento em Portugal simultâneo com a edição inglesa, o livro Máquinas como Eu, do romancista Ian McEwan, com selo da Gradiva, está à venda nas livrarias nacionais.

Máquinas Como Eu decorre numa Londres alternativa nos anos 1980.
Charlie, à deriva na vida e esquivando-se de um emprego a tempo inteiro, está apaixonado por Miranda, uma aluna brilhante que vive com um segredo terrível.
Quando Charlie herda uma pequena fortuna, compra Adam, um exemplar do primeiro lote de seres humanos sintéticos. Com a ajuda de Miranda, constrói a personalidade de Adam. O quase-humano é belo, forte e inteligente… e depressa se forma um triângulo amoroso. Estes três seres confrontar-se-ão com um dilema moral profundo e os amantes serão postos à prova para além do seu próprio entendimento.
Este romance subversivo e divertido de Ian McEwan coloca questões fundamentais: O que nos torna humanos? Os nossos actos, exteriores, ou as nossas vidas interiores? Pode uma máquina entender um coração humano?

Uma história empolgante e provocadora que nos alerta para o perigo de criarmos coisas que escapam ao nosso controlo.

O romance, de 320 páginas, está à venda por 15 euros.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.