Galeria Municipal do Porto Acolhe Exposição de Júlio Pomar

a felicidade em julio pomarA Galeria Municipal do Porto recebe até 21 de fevereiro de 2016, a exposição A Felicidade em Júlio Pomar / Obras das Coleções Millennium Bcp /Atelier-Museu Júlio Pomar, com curadoria de Sara Antónia Matos e Pedro Faro.

Nesta exposição apresentam-se, em quatro núcleos, os motivos que atravessam o universo imagético do pintor Júlio Pomar: os mitos e as figuras alegóricas; a articulação entre os corpos e o seu erotismo; o movimento e a presença constante de animais, em particular de cavalos; e um conjunto especial que se reporta direta e indiretamente aos posicionamentos políticos e as lutas travadas por este artista ao longo da sua carreira, incluindo o episódio que envolve o Cinema Batalha.

A Galeria Municipal apresentará ainda algumas das pinturas mais icónicas de Pomar, entre as quais a imagem, não convencional, de Santo António a Pregar aos Peixes, Tigre, Gaivotas, e uma das apreensões que fez das vivências na Amazónia, na década de 1980, Les Txicão, bem como quatro desenhos do mesmo tema, feitos in loco, pelo artista.

Por fim, dispõe-se um conjunto de obras que permitem atestar o movimento como elemento estruturante da obra de Pomar. Os cavalos, as corridas, as entradas de touros e campinos, mas também a “Ponte Dom Luís”, no Porto, são motivo para a exploração do movimento, aspeto que não mais abandonaria, porque com ele nasceu a obra do pintor.

“Quando fui para as Belas Artes do Porto, calhou-me viver na Praça da Alegria. Voltando a Lisboa, anos depois, sem que isso fosse escolha minha, trabalhei num ateliê que teria sido propriedade de Simão da Veiga e que este havia emprestado a José Malhoa, também localizado na Praça da Alegria, em Lisboa. Este espaço, deixo-o para habitar e fazer atelier num 4º andar na Rua da Alegria. A minha irmã mais velha chamava-se Felicidade tal como uma tia minha que havia acolhido a família durante a minha infância. Tudo isso é fado?”, refere Júlio Pomar.

A exposição pode ser visitada, na galeria situada nos jardins do Palácio de Cristal, de terça a sábado entre as 10h00 e as 18h00, e às segundas-feiras e domingos entre as 14h00 e as 18h00. A entrada é livre e as visitas guiadas decorrem aos sábados, às 16h00.

Texto de Sandra Mesquita

 

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.