FUSO Regressa A Lisboa De 28 De Agosto A 2 De Setembro

O FUSO – Anual de Vídeo Arte Internacional de Lisboa regressa à capital entre 28 de agosto e 2 de setembro naquela que é a sua 10.ª edição e traz consigo um conjunto de novos programas e projeções inéditas. Este ano, as exibições unificam-se sobre o tema (r)evolução e (r)esistência na videoarte, com a programação a focas a sua atenção em questões em torno da resistência, existência, revolução e evolução.

O festival pretende confrontar linguagens canónicas com as mais contemporâneas, cruzando artes plásticas, performance, cinema, literatura e meios digitais, propondo uma nova interpretação da imagem em movimento no século XXI.

O FUSO abre com um filme de Daniel Blaufuks, Mein Kampf, no dia 28 de agosto, na Travessa da Ermida. Mein Kampf evoca uma imagem de destruição e reflete sobre alguns dos grandes tabus da nossa sociedade, como a proibição de obras literárias de cariz “perigoso”.

A sessão competitiva acontece a 29 de agosto no Jardim do Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT). O festival recebeu 200 inscrições e os artistas concorrem ao Prémio Aquisição Fundação EDP/MAAT e ao Prémio Incentivo FUSO/RESTART.

Esta edição espelha também o passado. O programa Reload, com curadoria de Marta Mestre, pretende celebrar os artistas premiados no Open Call do FUSO ao longo de 10 anos, exibindo os seus novos trabalhos na área da videoarte e da curta-metragem, em sessão dupla no dia 30 de agosto, no Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado.

No Museu Nacional de Arte Antiga, no dia 31 de agosto, a resistência é celebrada através do programa Os Cinétracts de Maio de 68: A Revolução no Cinema, de Bernardette Caille. Realizados de forma coletiva e sem assinatura, por vezes por autores conhecidos como Godard ou Chris Marker, durante as manifestações de maio de 1968 em Paris, os cinétracts foram feitos sem qualquer edição, sem som e são agora exibidos pela primeira vez fora do território francês.

No dia 1 de setembro, no Jardim do Museu Nacional de História Natural e da Ciência é exibido Diálogo de Mãos, um programa de Kiki Mazzucchelli.

Na mesma noite, a curadora Evanthia Tsantila mostra em Imaginar o Futuro, uma Grécia antes e depois da crise internacional que atingiu o país em 2009. O programa traz o olhar discreto e atento, mas também crítico de duas artistas sobre as condições sociais e políticas do mundo onde vivem e, com as suas obras, tentam dar-nos um vislumbre sobre o nosso presente.

Para encerrar o festival no dia 2 de setembro, no Claustro do Museu da Marioneta, serão apresentadas obras selecionadas pela curadora palestiniana Reem Fadda. O anúncio dos vencedores do Open Call 2018 será feito também na noite de encerramento.

Com o objetivo de promover e incentivar os novos artistas, o FUSO associou-se à Ar.Co – Escola de Arte e Comunicação Visual, e, em parceria com o Turismo de Lisboa, vai exibir trabalhos de alunos do curso de Imagem em Movimento nos ecrãs do Canal Lisboa espalhados pela cidade durante toda a semana do festival.

Programa:

Travessa da Ermida
28 de Agosto a 2 de Setembro 2018 | Artista Convidado: Daniel Blaufuks Programa: Mein Kampf, 10′, 2005 (loop)
28 de Agosto (Terça-feira) > 21h00 | Inauguração
29 de Agosto a 2 de Setembro > Quarta a Sexta-feira das 11h00 às 17h00 / Sábado e Domingo das 14h00 às 18h00

Jardim do Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia (MAAT)
29 de Agosto 2018 (Quarta-feira)
21h30 | Welcome Drink
OPEN CALL – Apresentação dos trabalhos a concurso
22h00 | Jean-François Chougnet | Secção Competitiva Portugal
23h15 | Jean-François Chougnet | Secção Competitiva Portugal

Jardim do Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado
30 de Agosto 2018 (Quinta-feira)
22h00 | Programa Marta Mestre | Reload
23h15 | Programa Marta Mestre | Reload

Jardim do Museu Nacional de Arte Antiga
31 de Agosto 2018 (Sexta-feira)
22h00 | Programa Bernardette Caille | Os Cinétracts de Maio de 68: a Revolução no Cinema
23h15 | Programa Lori Zippay | Sensação de Poder: Corpos de Resistência

Jardim do Museu Nacional de História Natural e da Ciência
1 de Setembro 2018 (Sábado)
22h00 | Programa Kiki Mazzucchelli | Diálogo de Mãos: Richard Serra, Rivane Neuenschwander e Tamar Guimarães
23h15 | Programa Evanthia Tsantila | Imaginar o Futuro

Claustro do Museu da Marioneta
2 de Setembro 2018 (Domingo)
22h00 | Programa Remm Fadda
23h15 | Programa Ar.Co – Centro de Arte e Comunicação Visual | From Time to Time
23h30 | Cerimónia de Entrega de Prémios da OPEN CALL

Programa Paralelo

27 de Agosto a 2 de Setembro
18 painéis espalhados em pontos estratégicos da cidade videoarte no Canal Lisboa, numa parceria com o Turismo de Lisboa e a Ar.Co – Escola de Arte e Comunicação Visual.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.