Reportagem de Tânia Fernandes (Texto e Fotos)

Os vestidos de princesa brilhantes, em tom de azul, parecem ser a preferência das pequenas visitantes da Disneyland Paris esta temporada. E elas sabem ao que vêm, pois Elsa, Anna, Olav e os restantes amigos do filme Frozen são os convidados especiais este verão. O Parque abriu uma nova área no início de junho, onde é recriado o ambiente mágico de Arandelle.

A pequena aldeia do frio ocupa uma área da Frontierland, com espaço reservado para o convívio exclusivo com as princesas, um mercado tradicional com os vestidos destas personagens e onde não faltam guloseimas azuis e brancas. Mas o que todos aqui procuram é o espetáculo do Frozen onde todos cantam em conjunto “Let it Go” e outros êxitos do filme. Com muita interação com o público, este é um momento de grande emoção com as personagens a pedir constantemente a ajuda dos pequenos cantores da plateia e também algumas surpresas como o “nevão” que cai no final.

As irmãs de Arandelle marcam também presença no grande desfile da tarde, com todas as outras personagens da Disney, mas também em exclusivo na Main Street, em horários definidos, num desfile de boas vindas em charrete.

Em Disney Dreams, o espetáculo noturno que antecede o fecho de portas, voltamos ter um momento Frozen entre outros instantes Disney, com Elsa a rodopiar no Castelo da Bela Adormecida, entre fogo-de-artifício e outros efeitos especiais.

O Verão Frozen decorre até dia 13 de setembro de 2015.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Disneyland Parque

Não há uma idade indicada para visitar os Parques da Disney, pois em todos os momentos da vida se encontra aqui algo que fascina. Os mais pequenos entram no mundo que acreditam ser dos seus heróis, os juniores já conseguem distinguir a realidade da ficção mas embalam nesta diversão gigante, os adolescentes alimentam-se das emoções fortes das principais atracões, os adultos voltam a comportar-se como crianças e a querer desfrutar de experiências únicas e os seniores vivem com grande felicidade a alegria dos netos.

Para usufruir do espaço da melhor forma, é útil ter uma ideia das atracões e planear a visita. As mais concorridas têm fastpass, uma espécie de agendamento que permite regressar mais tarde, num período estipulado, sem ter de estar à espera nas longas fila. Outra hipótese de reduzir os tempos de espera é usar o Single Rider, uma entrada para quem deseja usufruir da atracão de forma individual, sem ser acompanhado. No entanto, da nossa experiência, nas mais concorridas, a diferença é irrelevante.

Disney Dreams

O parque Disneyland divide-se em cinco áreas: Main Street (espécie de avenida de receção dos visitantes onde têm lugar os desfiles e se encontram muitos dos personagens da Disney); Fantasyland (a terra dos sonhos, onde as crianças encontram o universo mágico dos heróis tradicionais como o Peter Pan, o Pinóquio ou a Branca de Neve. O Castelo da Bela Adormecida é a Porta de entrada e o Labirinto da Alice no País das Maravilhas o local mais desafiante); Frontierland (uma espécie de faroeste americano, com um lago no meio onde é possível fazer um cruzeiro a bordo do Molly Brown, andar na montanha russa Big Thunder Mountain que relembra o duro trabalho dos mineiros ou desafiar as criaturas que assombram a Phantom Manor.

É numa das extremidades desta área que se instalou agora a vila Frozen); Adventureland (a terra da aventura, das casas nas árvores, dos Piratas das Caraíbas e da temida montanha russa do Indiana Jones); Discoveryland (o futuro nos nossos dias, do Buzz Lightyear à viagem no simulador do Star Treck passando pela pista de carros mais especial que alguma vez visitámos, a Autopia, em que são as crianças que conduzem os veículos e os adultos vão à pendura!).

Nesta altura do ano, o parque encerra depois do espetáculo multimédia Disney Dreams que tem lugar às 23h00 no Castelo. Vale a pena chegar à zona um pouco antes para encontrar um local onde a visibilidade seja boa. Uma mistura de videomapping com bandas sonoras dos filmes, luzes, projeções com sincronização de jatos de água e pirotecnia vão deslumbrar.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Walt Disney Studios

Aqui encontramos o quarteirão do Ratattouille com o exclusivo restaurante e uma das mais fascinantes atracões dos parques: uma viagem com animação 3D em que o visitante é reduzido ao tamanho de um rato e perseguido de forma feroz na cozinha do chefe Gusteau. A Toystory Playland entretém os mais pequenos, com os mais afoitos a poder optar entre o treino de paraquedismo do Toy Soldiers Parachute Drop ou as descidas vertiginosas do RC Racer.

A Rock’n’Roller Coaster dos Aerosmith com um arranque em looping ou a queda livre do elevador do hotel da Twilight Zone são os mais indicados para os amantes das fortes descargas de adrenalina. Grande sucesso está também a ter a Crush’s Coaster, dada a elevada afluência. Esta montanha russa, em ambiente fechado, tem a particularidade de começar por sensibilizar o visitante para a necessidade de proteger os oceanos, e depois o atira para um percurso em que a cabine em que circula vai girando. A viagem decorre a uma velocidade vertiginosa pelos carris, ora de frente, de trás e até de lado!

Os espetáculos preenchem grande parte do tempo livre neste parque, com possibilidade de levar os mais pequeno a assistir ao Disney Junior, Stitch Live ou Animagique. Cenas de ação, emoção e efeitos especiais são explorados com grande sucesso em Armageddon; Moteurs… Action (o espetáculo de duplos em motos e carros) e o Studio Tram Tour (impressionante exemplo de como provocar um cenário de catástrofe controlada).

O encerramento deste parque faz-se mais cedo, nesta época de verão às 18h00 durante a semana e às 19h00 ao fim de semana.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Indicações úteis:

A Disneyland Paris funciona das 10h00 às 23h00 (nos períodos mais alargados, como o verão), e o Walt Disney Studios das 10h00 às 19h00. Os bilhetes de um dia para os dois Parques podem custar desde 47 euros por pessoa, e para crianças dos 3 aos 11 custam 40 euros, havendo várias promoções e packs especiais. Crianças até aos 3 anos não pagam.

Como chegar à Disneyland Paris? São várias as companhias aéreas com voos para Paris em Portugal, nomeadamente a TAP, a Aigle Azur que tem voos diários de Lisboa para Paris, a Transavia, ou a AirFrance. A partir do Aeroporto de Orly há autocarros de ligação aos hotéis da Disney ou ao próprio parque.

Onde ficar? É variada a oferta hoteleira nas imediações dos parques Disney. Pode optar por um hotel Disney, ou um Hotel Associado, como por exemplo o Hotel Magic Circus, do grupo Vienna International, que é uma unidade de 4 estrelas a dez minutos do parque. Toda a decoração remete para o circo, fazendo com que o espaço se torne particularmente agradável para receber famílias. O hotel tem 396 quartos, nas tipologias de duplo, família e suites. Dispõe de piscina interior, spa, atividades para crianças e um amplo espaço exterior com jardins e parque infantil. Todos os hoteis têm serviço regular de transporte, gratuito, para os parques de diversões.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Paris

Aproveitar o momento de diversão para dar também a conhecer aos miúdos um pouco de uma das grandes capitais da Europa é uma opção a ter em consideração, uma vez que a ligação de comboio ao centro de Paris faz-se em 30 minutos.

A Torre Eiffel, a Catedral de Notre Dame, um passeio pelo rio Sena ou um vislumbre da entrada do Museu do Louvre com as modernas pirâmides, da autoria do arquiteto chinês I.M. Pei, sobrepostas ao majestoso edifício são imagens que os mais pequenos irão certamente registar na memória.

Pode-se sempre aguçar o apetite relembrando que esta é a terra de onde é oriundo o Ratatouille!

O C&H viajou com o apoio da Aigle Azur e do Grupo Vienna International – Hotel Magic Circus e agradece ainda o apoio da Disneyland Paris para a realização desta reportagem.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.