Fotografia de Paisagem Ibero-Americana em Exposição na Fundação Portuguesa das Comunicações em Lisboa

A u00CDndia estu00E1 longeEnergia Social é o nome da exposição constituída por cinquenta trabalhos de oito fotógrafos reconhecidos, sobre a paisagem ibero-americana e aqueles que a habitam. Fotografias a cores e a  preto e branco sobre alguns dos países em que a  Repsol  e  a  Fundação  estão  presentes  e desenvolvem a sua atividade social e cultural podem ser vistas até ao dia 27 de fevereiro na Fundação Portuguesa das Comunicações, em Lisboa. A iniciativa conta também com o apoio da Casa da América Latina.

António  Homem  Cardoso  (Portugal)  centrou-se  na  cidade  costeira  de  Sines, situada entre o mar e a planície; Araquém Alcântara (Brasil)  transladou-se ao interior da Mata Atlântica da Amazónia; Walter H. Wust (Perú) realizou um retrato do país inca através de um percurso pela sua cultura e o seu povo; Andrés Unterladstaetter (Bolívia) realizou uma viagem pelas tradições ancestrais da sua pátria;  Ricardo  Peña  Bacalao  (Venezuela) narrou  o  desenvolvimento  da população rural no norte da América do Sul; Simón Brauer (Equador) dirigiu o seu olhar para as comunidades indígenas dos Andes. Ángel de la Rubia (Espanha)captou o património artístico de Espanha e Alejandro Cartagena (México)mostrou um retrato sociológico de Reynosa, município do noroeste do México, que faz fronteira com os Estados Unidos.

A exposição chega agora a Lisboa, depois de apresentada em cidades como Cartagena,  Puertollano,  Bilbau, Tarragona, Madrid e Corunha.

Energia Social pode ser vista até ao dia 27 de fevereiro, de segunda a sexta-feira, das 10h00 às 18h00, aos sábados entre as 14h00 e as 18h00, e na última quinta feira de cada mês até às 22h00. A entrada é livre.

Texto de Tânia Fernandes

 

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.