FITEI Anima Norte De Portugal Até 16 De Maio

A 44ª edição do FITEI – Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica decorre, entre 1 e 16 de maio, em Viana do Castelo, Porto, Vila Nova de Gaia e Matosinhos, com um programa misto – presencial e digital – que inclui 14 espetáculos presenciais e 10 online, dos quais 7 são estreias absolutas e 7 estreias nacionais.

Esta edição, em torno da ideia de sustentabilidade nas mais variadas vertentes: ambiental, política, individual, afetiva, sexual e mental, conta com o lançamento da nova plataforma FITEI DIGITAL, pioneira nas plataformas de streaming dedicadas ao teatro em Portugal, onde, além dos espetáculos que integram a programação online, estarão disponíveis para visualização diversos conteúdos complementares em constante atualização.

O FITEI Digital estreia-se com Estado Vegetal, da dramaturga chilena Manuela Infante, «uma reflexão sobre as formas de habitar o planeta e a relação com as entidades vegetais». A nova plataforma apresenta ainda Selva Coragem, do Teatro do Frio; Amarillo, da companhia mexicana Línea de Sombra; Reconciliação, de Alexandre Dal Farra e Patrícia Portela; Stabat Matter, de Janaína Leite; Colecção de Artistas, de Raquel ; Artaud, do argentino Sergio Boris e O Dia da Matança na História de Hamlet, de Koltés, uma encenação de António Júlio para o Teatro Experimental do Porto. Serão ainda transmitidos online Noite Fora, um projeto do Teatro Viriato e de Sónia Barbosa e A minha História da Dança, uma conferência com Sónia Baptista promovida pelo Fórum Dança e O Rumo do Fumo.

A programação presencial do FITEI arranca no Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo, com os espetáculos Qué Locura Enamorarme Yo de Tí, da escritora e jornalista peruana Gabriela Wiener, encenado por Mariana de Althaus e Santa Inés, da companhia galega Feroz, com texto de Lorena Conde e ideia original e interpretação de Inés Salvado.

No Rivoli, Teatro Campo Alegre, TNSJ, MSBV, TECA, Bonjóia, Mala Voadora, THSC, CACE, ESAP, Armazém 22, no Porto, no Auditório e Zé da Micha, em Vila Nova de Gaia e no Teatro Municipal Constantino Nery, em Matosinhos serão apresentadas as propostas nacionais, como MAPPA MUNDI, uma estreia de Eduardo Breda e Joana de Verona; Museu Vivo de Histórias Pequenas e Esquecidas, de Joana Craveiro; Rottweiller, com texto de Guillermo Heras e encenação de Ricardo Simões; Democracy Has Been Detected, com encenação de Diogo Freitas e Filipe Gouveia.

Nota ainda para a estreia, Regresso do Futuro, de Igor Gandra, uma coprodução entre o Teatro do Ferro e o Teatro de Marionetas do Porto; Luto, da companhia Circolando e Gatilho da Felicidade de Ana Borralho e João Galante, bem como as estreias de InFausto, de Jorge Andrade/Mala Voadora; Um Jogo Bastante perigoso, de Paulo Mota; Amor.Demónio, de Raquel S., num co-produção com o TMP.

O FITEI apresenta ainda as estreias Perfect Match, que recolhe histórias de amor num tempo de migrações e Estrada de Terra, de Tiago Correia, a Turma, falará de questões prementes da sua geração.

A edição apresenta na secção O FITEI E AS ESCOLAS DO PORTO, com espetáculos do balleteatro, ESAP e ESMAE e ainda workshops presenciais e masterclasses online com o selo ISTO NÃO É UMA ESCOLA FITEI.

Por sua vez, o FITEI ABERTO, que inclui atividades gratuitas para o grande público, propõe lançamentos de livros, conversas presenciais e online e concertos.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.