Filme Cartas Da Guerra Representa Portugal Nos Óscares E Nos Goya 2017

Cartas da Guerra, do realizador Ivo M. Ferreira, é o filme escolhido pela Academia Portuguesa das Artes e Ciências Cinematográficas para representar Portugal na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, nos Óscares da Academia Americana de Cinema e na categoria de melhor filme ibero-americano, nos Prémios Goya, da Academia Espanhola.

O filme é baseado no livro D’este viver aqui neste papel descripto: Cartas da Guerra, de António Lobo Antunes, que reúne as cartas que enviou à sua mulher, Maria José, quando foi alferes em Angola, durante a guerra colonial.

Em 1971, António vê a sua vida brutalmente interrompida quando é integrado no exército português, para servir como médico numa das piores zonas da guerra colonial, o Leste de Angola. Longe de tudo que ama escreve cartas à mulher, à medida que se afunda num cenário de crescente violência. Enquanto percorre diversos quartéis, apaixona-se por África e amadurece politicamente. A seu lado, uma geração desespera pelo regresso. Na incerteza dos acontecimentos de guerra, apenas as cartas o podem fazer sobreviver.

O filme estreou em Portugal no dia 1 de setembro, e conta com Miguel Nunes, Margarida Vila-Nova, Ricardo Pereira, Tiago Aldeia, João Luís Arrais e Pedro Ferreira nos principais papéis.

A 89ª Gala de entrega dos Óscares está agendada para o dia 26 de fevereiro de 2017 em Los Angeles, na Califórnia, e a 31ª Edição dos Prémios Goya está prevista para o dia 4 de fevereiro de 2017, em Madrid.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.